Ouvidoria do município vai aproximar a população do poder público

Campo Grande, 30/01/2017 às 09:08

Com uma estrutura focada na aproximação da administração municipal com a população e no bom atendimento, buscando ser o elo entre o Poder Público e a população, a Ouvidoria-Geral do Município se prepara para ações mais abrangentes. Entre as ações previstas já para o início de fevereiro estão as visitas à comunidade, incluindo escolas e Centros de Educação Infantil (Ceinfs), associações de moradores, entidades da sociedade civil e Conselhos Regionais das Regiões Urbanas.

A Ouvidoria é um dos pilares da recém-criada Secretaria Municipal da Controladoria-Geral de Fiscalização e Transparência. Comandada pelo Ouvidor Antonio Ueno, a Ouvidoria funciona no prédio do Paço Municipal (avenida Afonso Pena, 3297) e conta com a equipe formada pelas técnicas Daniele Xavier, Cristiane Duarte, Roselane da Costa Gomes e Thais de Souza Xavier, que atuam tanto no trabalho interno quanto em visitas à comunidade.

O secretário da Controladoria- Geral , Evandro Bandeira, destaca que é grande a expectativa  em relação ao trabalho da Ouvidoria, que será um suporte expressivo para as ações das demais áreas da Controladoria, compostas pela atuação da Auditoria, da Corregedoria e da Transparência. “Esse canal aberto com a população vai nos reportar as problemáticas da cidade e será importante para pautar diversas ações do poder público”, sinalizou.

Ações

“Nosso trabalho será o de ficar mais próximo da população, ouvir suas sugestões, reclamações e buscar o mais rápido possível passar uma resposta”, explicou Antonio Ueno. Entre os projetos em andamento da Ouvidoria estão as visitas às concessionárias. A primeira visita da equipe foi ao Consórcio Guaicurus, onde foram apresentadas diversas demandas sugeridas pela população. Em um segundo momento, a Ouvidoria foi até a Águas Guariroba e CG Solurb, também para retratar situações apontadas pela comunidade e buscar soluções. “Tivemos boa receptividade e alguns questionamentos já encaminhados com sucesso”, comentou.

O Ouvidor do município sinaliza que ao dar voz à comunidade, a intenção é buscar eliminar problemas pontuais vividos pela população. “Assim o prefeito Marquinhos Trad terá condições de se concentrar em grandes projetos para o desenvolvimento da cidade, sem deixar de ter o conhecimento do que a população reivindica”, argumentou.

Hoje, a população tem acesso à Ouvidoria por três canais de comunicação: o primeiro é o atendimento direto, feito pessoalmente, e os dois outros são o email ouvidoriaageral@capital.ms.gov.br e o telefone 3314-4639. O Ouvidor explica que a partir do atendimento, a pessoa recebe um número de protocolo e poderá acompanhar sua sugestão ou reclamação. “Muitos dos casos, damos o retorno no mesmo dia, porque são orientações e explicações; outros solicitamos ao cidadão que aguarde a resposta e buscamos junto às secretarias e agências municipais um posicionamento”, observa.

O próximo passo, de acordo com o ouvidor, será também visitar as secretarias e as cinco ouvidorias existentes em secretarias municipais, algumas em fase de reestruturação, para estreitar o relacionamento e modernizar a atuação.

O ouvidor e sua equipe estão em fase de elaboração de dois projetos voltados para as áreas da educação e da saúde e que serão discutidos com os secretários das pastas e suas equipes técnicas. “A intenção é realizar ações para ouvir a comunidade escolar e os usuários da saúde e depois disso vamos estender às demais secretarias”, adiantou.

As demandas mais frequentes oriundas dos emails e contatos por telefone são relacionados a questões ambientais, infraestrutura da cidade, saúde e educação. “As pessoas querem ser ouvidas e também querem respostas e vamos trabalhar muito para isso”, completou Ueno.