Prefeitura inaugura mais uma Emei em Campo Grande, desta vez no Bairro Zé Pereira

Foto: Karine Matos PMCG/ Vangivaldo Miranda/ Semed

Campo Grande, 26/08/2021 às 12:53

A Escola Municipal de Educação Infantil (Emei) do Bairro Zé Pereira, que recebeu o nome de Professora Luzinete Cezar Gonçalves, inaugurada nesta quinta-feira (26), vai atender 120 alunos a partir de 4 meses (grupo 1) até 5 anos (grupo 5).

“Este é o nosso compromisso, levar educação de qualidade para nossas crianças em todos os bairros. A entrega de mais esta Emei, a sétima desde 2017, além de uma escola inaugurada em 2018, é fruto de muito trabalho e dedicação. E inaugurar esta obra no dia do aniversário de 122 Anos da nossa cidade, é uma grande alegria”, afirmou o prefeito Marquinhos Trad.

A obra, que teve início em maio de 2012, estava paralisada desde outubro de 2016 e foi retomada pela atual gestão, e agora foi finalizada e entregue. No total são oito salas de aula, além dos demais espaços administrativos, cozinha e área de recreação coletiva.

Desde 2017, a atual administração municipal de Campo Grande já finalizou e entregou oito unidades escolares, sete Emeis e uma escola, em cumprimento a meta do plano de Governo, que tem por prioridade retomar e concluir as obras de escolas paralisadas na gestão passada e que contam com mais de 50% de conclusão.

A Prefeitura Municipal, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed) e Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos (Sisep) inaugurou unidades escolares nos bairros Tijuca (2017), Centenário, Noroeste, Escola Maria Regina Galvão – no Parque Novo Século – (2018), Nascente do Segredo e Vespasiano Martins (2019).

“Poder oferecer mais vagas e ainda disponibilizar um prédio totalmente novo para nossos alunos é realmente o melhor presente que oferecemos aos cidadãos. Além da obra em si, a administração municipal também oferece anualmente o uniforme, material escolar completo e a merenda, que mesmo durante o período de suspensão das aulas presenciais foi garantida por meio do kit entregue às famílias dos alunos em situação de vulnerabilidade”, afirmou a secretária Municipal de Educação, Elza Fernandes.

METAS E AÇÕES

Para os próximos anos, obras paradas e iniciadas em outras gestões deverão ser retomadas, dentre elas as unidades nos bairros Inápolis, São Conrado,  Popular, Talismã, Vila Nathália, Vila Nasser, Oliveira III e Radialista.

Além disso, a Prefeitura investiu na infraestrutura de 80 unidades com a realização de reformas e reparos diversos como pinturas de salas, construções e reformas de banheiros, consertos de calçada, muros, telhados e forros. Foram 35 Emeis e 45 escolas municipais, onde dessas, 35 atendem alunos dos grupos 4 e 5 do ensino infantil, possibilitando assim ampliar o número de vagas da Reme.

A retomada e entrega da obra da Escola Municipal Paulo Coelho Machado (iniciada em 2011 e paralisada na gestão anterior), bem como obras de reforma na Escola Municipal 8 de Dezembro (escola na zona rural de Campo Grande) e obras de ampliação da Escola Municipal Barão do Rio Branco, no distrito de Rochedinho, são algumas das conquistas da atual gestão.

CRESCIMENTO E VAGAS

Com 105 escolas municipais de educação infantil e 98 de ensino fundamental, atualmente, a Semed atende mais de 109.2 mil alunos, dos quais quase 20 mil em Emeis e 90 mil em unidades do ensino fundamental. Em 2020, foram oferecidas 6,5 mil novas vagas na Reme para as Emeis. Nas etapas escolares para crianças a partir de 4 anos completos ou a completar até 31 de março, a matrícula é obrigatória e, nesses casos, a Semed atende a todas as crianças.

Desde 2017, a quantidade de alunos matriculados na Reme cresceu, por conta do aumento da oferta de vagas, com inaugurações de novas unidades e devido às unidades que foram municipalizadas, a partir de 2019: Nicolau Fragelli (São Francisco), Professor Carlos Henrique Schrader (Flamboyant), Advogado Demosthenes Martins (Otávio Pécora) e Professora Hilda de Souza Ferreira (Coophatrabalho).

Com o compromisso da expansão de escolas que oferecem ensino em tempo integral, além da Escola Municipal Hilda de Souza Ferreira, passaram a ser da modalidade também as unidades Kamé Adania (Nascente do Segredo) e Professor Alcídio Pimentel (Vila Carvalho). Ou seja, três novas escolas de tempo integral na atual gestão. Outra conquista foi a criação de duas novas Emeis em prédios alugados, uma no distrito de Anhanduí, que pela primeira vez passou a ter uma unidade escolar de ensino infantil, e outra no Santa Fé, que já existia e passou a ser administrada pela Semed.