CGM participa de auditoria que elenca riscos de fraude e corrupção nos órgãos públicos

01

Campo Grande, 07/02/2019 às 17:19

O trabalho de auditoria que vem sendo desenvolvido desde setembro de 2018, em parceria com a Secretaria de Controle Externo do TCU, o Tribunal de Contas de Mato Grosso do Sul (TCE-MS), a Controladoria-Geral da União (CGU) e Controladoria-Geral do Estado (CGE), analisou e classificou o grau de suscetibilidade e risco à fraude e à corrupção nas organizações públicas federais, estaduais e municipais do Estado de Mato Grosso do Sul.

A apresentação dos resultados aconteceu na manhã dessa quinta-feira (7), na Escola Superior de Controle Externo (Escoex). Representando a Prefeitura de Campo Grande, o secretário da Controladoria-Geral de Fiscalização e Transparência, Luiz Afonso de Freitas Gonçalves, destacou a cooperação feita entre os órgãos de controle.

“Além da troca de experiência com vistas ao aperfeiçoamento profissional, é possível acompanhar o planejamento e execução dos atos administrativos, atuando de forma preventiva ou corretiva nas ações desempenhadas. Assim, garantimos a melhora na qualidade dos serviços públicos.”

O auditor de controle interno, Gilberto Antonio de Aquino Gonçalves participou de todas as fases de elaboração do Painel de Referência. Segundo o servidor da CGM, foi necessário trabalhar com o planejamento das ações, execução e por fim, o relatório de auditoria.

“O relatório tem como base as respostas apresentadas ao questionário “Grau de estruturação da organização em práticas antifraude e corrupção”, aplicado aos órgãos da administração pública, no segundo semestre de 2018”.

O Corregedor-Geral do TCE-MS, Coordenador e Relator da auditoria, Conselheiro Ronaldo Chadid, lembrou que o trabalho e a metodologia desenvolvida são inéditos.

 “A avaliação envolveu cerca de 280 órgãos públicos, sendo uma amostra bem representativa. O combate à fraude e corrupção no MS é de suma importância para o sucesso da iniciativa.”

O trabalho pretende reavaliar periodicamente as instituições públicas do Estado, analisando a qualidade de suas defesas contra fraude e corrupção. Como resultado, o grupo de auditoria, espera a adoção de práticas que contribua para a redução e extinção da ocorrência de casos considerados ilícitos no setor público.

A Auditora-Geral do Município, Janeth Aparecida Lins Queiróz, também participou da apresentação dos resultados.

Rede Municipal de Sites e Serviços On-line de Campo Grande MS

http://www.campogrande.ms.gov.br/