Moradores da comunidade Quilombola Tia Eva e Vila Saraiva ganham a primeira academia ao ar livre

Campo Grande, 08/07/2021 às 18:49

A Prefeitura de Campo Grande, por meio da Fundação Municipal de Esporte e Lazer (Funesp), entregou nesta quinta-feira (8) a primeira academia intergeracional ao ar livre para atender os moradores da Comunidade Quilombola Tia Eva e da Vila Saraiva. A entrega do novo espaço, que vai atender pelo menos 200 famílias da região, contou com a presença do prefeito Marquinhos Trad. No local, os moradores terão a oportunidade de de praticar exercícios físicos em equipamentos modernos e práticos.

A entrega faz parte do Programa Reviva Mais Campo Grande, que além de revitalizar espaços públicos da cidade, busca levar mais esporte e lazer para garantir mais qualidade de vida à população, que poderá se exercitar próximo de suas residências.

“O novo formato de academias intergeracional proporciona mais participação de toda comunidade, pois a modernidade dos equipamentos permite que idosos, crianças e pessoas com deficiência possam cuidar da saúde, se exercitando e mantendo uma boa qualidade de vida”, reforça o diretor-presidente da Funesp, Claudinho Serra.

Bisneta de Tia Eva, Lucia da Silva Araújo Almeida, celebra a oportunidade de receber a academia perto da comunidade. “É uma parceria que nos deixa felizes”, comemora.

Ronaldo Jeferson da Silva, que também nasceu na comunidade e hoje é presidente da Associação dos Descendentes de Tia Eva, ressalta a importância em manter as raízes dos fundadores da região, somada com melhorias na infraestrutura do bairro. “Essa era uma reivindicação antiga dos moradores, que agora traz melhorias pra gente. Agora vejo que só vem coisa boa pela frente e um futuro melhor”.

O coordenador das Comunidades Negras Rurais e Quilombolas de MS, Antônio Borges dos Santos, figura também muito conhecida na região, comemorou a instalação da academia e disse que vai aproveitar o espaço para ter mais qualidade de vida.

“É ótimo ter algo assim perto da nossa casa. Tem gente que busca manter atividade física em lugares pagos e agora temos a oportunidade de fazer exercícios do lado da comunidade”, conta o tataraneto de Tia Eva, de 66 anos.

Com essa entrega, já são 58 academias ao ar livre instaladas nas sete regiões da Capital. Mais 16 academias estão em fase de implantação, além de 30 em andamento que serão entregues até o final de 2021.