Servidores contam com programa para ajudar a minimizar efeitos da nova rotina com a Covid-19

Campo Grande, 12/08/2020 às 10:05

Diante do afastamento temporário de servidores públicos municipais que se enquadram no grupo de risco da Covid-19 e estão em regime de teletrabalho, a Prefeitura elaborou um programa de atenção à saúde mental, a fim de acolher e prevenir a saúde dos trabalhadores, neste período. São 2.778 servidores atuando nesta modalidade, amparados pelo Decreto n. 14.230, de 3 de abril de 2020.

O programa, coordenado pela Secretaria Municipal de Gestão (Seges) em conjunto com as secretarias de Saúde e Educação, será executado a partir desta semana, em três fases distintas.

Neste primeiro momento todos os servidores afastados do trabalho presencial vão receber ligações de psicólogos e  psicopedagogos do Município, a fim de manter um canal de comunicação com esse grupo, para que possa retornar no final da pandemia, em plenas condições físicas e psíquicas.

Na sequência, os trabalhadores terão acesso a uma cartilha de Saúde Mental, que traz orientações e telefones onde os servidores podem buscar apoio.

Já a terceira e última fase compreende no atendimento direto e individual da equipe de psicólogos da Sesau e do Comitê da Saúde do Trabalhador – vinculado ao IMPCG. Serão a principio, três sessões de terapia. O monitoramento será constante a fim de assegurar o bem-estar dos colaboradores.

O objetivo do material é contribuir para minimizar efeitos da nova rotina que se estabelece mundialmente no contexto da pandemia do novo coronavírus.