Semed inicia lives para estimular denúncias contra a exploração sexual infantil

Campo Grande, 15/05/2020 às 11:12

A Secretaria Municipal de Educação (Semed) fez a abertura online na manhã desta sexta-feira (15), da campanha que irá debater, com autoridades de diversos setores, o abuso e a exploração sexual contra crianças e adolescentes, temas abordados durante o Maio Laranja.

Devido a suspensão das aulas na Rede Municipal de Ensino (Reme) ocasionada pela pandemia provocada pela Covid-19, a campanha deste ano será feita via internet, já que, para evitar aglomerações, a equipe do projeto “Valorização da Vida”, da Superintendência de Gestão e Normas da Semed, não irá promover palestras ou panfletagens.

Na primeira live da campanha, participaram a secretária municipal de Educação, Elza Fernandes e a superintendente de Gestão e Normas da Reme, Alelis de Oliveira Gomes. Durante a abertura, a secretária comentou sobre a importância de manter a campanha durante a suspensão das aulas. “Temos que falar sobre o tema pensando na prevenção e nesse momento atípico que estamos passando, a preocupação é que, como as crianças e jovens não estão no âmbito escolar, fica difícil perceber a mudança do comportamento porque o aluno sempre passa o que está sentindo para os profissionais da unidade”, comentou a secretária.

Já a superintendente Alelis pediu a colaboração da população para denunciar os casos de abuso. “Precisamos que cada um nos ajude neste combate porque esses alunos são um motivo de preocupação. Queremos chamar a atenção das famílias já que essas crianças estão mais vulneráveis porque os pais precisam trabalhar e às vezes precisam deixar os filhos aos cuidados de outras pessoas”, pontuou.

Programação

A próxima live será realizada na segunda-feira (18), a partir das 8 horas, com a presença da superintendente Alelis, que irá falar sobre o significado do Maio Laranja. Na quarta-feira (20), as convidadas serão as técnicas da Sugenor, Rosyanni Nogueira Tabosa Ibrahim e Monica Cristina Silvano, que irão falar sobre a parceria da Semed com os conselhos tutelares.

Já no dia 25, a convidada é a delegada Marília de Brito Martins, da Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA). No dia 27 será a vez da presidente do Conselho Municipal da Criança e do Adolescente, Alessandra Rossi Cáceres Mendonça.

As lives terminam dia 29, com a defensora pública Débora Maria de Souza Paulino. A superintendente Alelis encerra destacando as atividades das escolas municipais sobre o tema, com a presença da diretora da escola municipal “José Dorileo de Pina”, Maria de Fátima Fagundes Moraes.

“Não tenham medo de denunciar. Tenham medo de deixar essas crianças em sofrimento porque pode desencadear uma depressão. Nos ajude utilizando os canais de denúncia, como o disque 100, utilizado em todo o país”, concluiu a superintendente.