SAS adota estratégias para a segurança dos trabalhadores que atuam na linha de frente do enfrentamento ao novo coronavírus

Campo Grande, 24/07/2020 às 12:21

Os atendimentos e a assistência prestada à população em estado de vulnerabilidade são atividades essenciais, é o que diz a Lei nº 13.979, de 6 de fevereiro de 2020. E atendendo a Portaria nº 337, de 24 de março de 2020, do Ministério da Saúde, a Secretaria Municipal de Assistência Social de Campo Grande, adotou estratégias visando a segurança e a proteção dos trabalhadores.

Foi elaborada uma Nota Técnica com recomendações gerais aos gestores e trabalhadores do SUAS, seguindo todas as orientações normativas das unidades sanitárias e da Organização Mundial da Saúde.

Estão sendo disponibilizados materiais de higiene e proteção individual (EPI), com a distribuição de 24.500 máscaras, 7.240 litros de álcool e 1.000 Face Shilds (protetores faciais). Como medida que reforça as ações no combate à Covid-19, a Prefeitura de Campo Grande ampliou os pontos que passam por desinfecções. Além de ruas, ambulâncias e locais de grande circulação de pessoas, este procedimento também passou a ser adotado nos 50 prédios municipais que fazem parte da Secretaria de Assistência Social.

Para evitar aglomerações, foi adotado o revezamento e o remanejamento dos trabalhadores, principalmente dos serviços de acolhimento. Além da flexibilização dos atendimentos nas unidades, com o auxílio do acompanhamento remoto dos usuários. E a estruturação do ambiente de trabalho para que sejam adotadas as medidas de segurança ao distanciamento social.

Para garantir a proteção e o atendimento adequado, foi adotado o reordenamento dos serviços de acolhimento. Em especial as realizadas à população idosa, pessoas em situação de rua, migrantes e estrangeiros.

Quando houver demandas e serviços aos atendimentos de saúde mental, serão realizadas orientações para encaminhamentos as demais políticas públicas. Caso um atendimento seja relacionado a um caso suspeito de coronavírus, a Gestão de Trabalho seguirá as orientações recomendadas pela SESAU. Os servidores com casos confirmados de covid-19 serão acompanhados de forma remota.

As unidades de atendimento continuaram abertas, porém sem atividades coletivas. Tudo para evitar riscos de contágio. Para informação e divulgação em relação a rede de atendimento, serão elaborados materiais informativos.