Rita Vieira já tem 8,5 km de asfalto e 5 km de drenagem

Foto: Denilson Secreta

Campo Grande, 07/01/2022 às 10:54

Está em ritmo acelerado a primeira etapa das obras de pavimentação no Bairro Rita Vieira. Conforme balanço divulgado pela Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos (Sisep), transcorridos 4 meses do início das obras, 56% da pavimentação prevista foi concluída e a drenagem está praticamente pronta. Dos 14,5 km programados, estão prontos 8,4 km de asfalto e 4.720 metros de drenagem.

Além das frentes de serviço desta 1ª etapa, a empreiteira responsável pela obra já começou a drenagem da segunda etapa, na qual a pavimentação do bairro será concluída com mais 10 km.

O projeto que vai levar infraestrutura ao  bairro prevê 24,7 km de pavimentação, abrangendo uma malha viária de 54 ruas e o recapeamento de outras 6 vias (7,87 km) que são asfaltadas: Assunção, Vera Cruz, Mariza Ribeiro, Rio Bonito, Avenida Garimpo e Paraisópolis.

O avanço do asfalto, segundo o superintendente de Obras da Sisep, Francisco Martinez, vem na sequência da expansão da rede de esgoto, drenagem, terraplanagem, base e imprimação. “Assim como a execução de reforma em nossas casas traz alguns transtornos, que mudam a rotina, uma obra de Infraestrutura também provoca algumas dificuldades, que serão compensadas em pouco tempo, com a melhoria expressiva na qualidade de vida decorrente da chegada do asfalto”, justifica.

“Nosso bairro está passando por uma transformação. Em pouco tempo a poeira na estiagem e o barro quando chove, não farão mais parte da nossa rotina. A valorização dos imóveis vem junto. Já estou pensando em investir ano que vem na construção de duas casas aqui”, comenta o aposentado Pedro José Marcos, que há 10 anos mora na Rua Luiz Alves.

A comerciante Yara Freitas, há 4 anos presidente da Associação dos Moradores do Bairro Rita Vieira, fala com entusiasmo da chegada do asfalto, uma luta na qual, segundo ela, se engajou há mais de 14 anos. Ela constata desde a confirmação da obra, que aumentou o número de casas em construção no bairro e observa que os empresários estão diversificando o comércio da região.

Segundo técnicos da Agência Municipal de Transporte e Trânsito (Agetran), as obras no Rita Vieira também terão impacto no sistema viário de bairros vizinhos como o Santo Eugênio, Universitário e Dr. Albuquerque. Com a pavimentação do prolongamento da Rua Nicomedes Vieira, essa via passará a ser um eixo de ligação entre as avenidas Eduardo Elias Zahran e Interlagos, alternativa a Bom Pastor, tradicional corredor gastronômico que será revitalizado ano que vem.

A Nicomedes Vieira, no trecho em que atravessa o Bairro Vilas Boas, da Zahran até a Fernão Dias, está na programação de recapeamento deste segundo semestre.

Com a obra no Rita Vieira, será complementado o recapeamento na Rua Paraisopolis, que é uma opção de tráfego para quem está na Zahran entrar na Rua Santana (já recapeada), chegar até a a rodoviária ou a Avenida Guaicurus, no Bairro Universitário.