Profissionais da Semed participam de palestras sobre exploração sexual

Semed2 Foto: Vangivaldo Miranda

Campo Grande, 17/05/2019 às 09:03

O combate a exploração sexual de crianças e adolescentes foi o tema da palestra ministrada na noite desta quinta-feira (16) para profissionais da Rede Municipal de Ensino (Reme), que marcaram presença no evento alusivo ao Maio Laranja, direcionada aos diretores das unidades escolares e técnicos da Secretaria Municipal de Educação (Semed).

O tema foi abordado pelo professor Domício Júnior, que atua na área de formação de liderança corporativa e falou sobre o aumento dos casos de abuso e também a importância de discutir o tema nas escolas, envolvendo toda a comunidade escolar.

Semed1Dados da Ouvidoria Nacional de Direitos Humanos apontam que a cada oito minutos uma criança é abusada no país. Além disso, 80% dos crimes ocorrem em ambiente familiar e apenas 2% são denunciados, segundo o órgão.    “O Estado é um dos líderes tanto na prática quanto na denúncia de abusos. Mesmo assim, para algumas famílias, a denúncia é complicada porque em muitos casos ela é praticada pela pessoa que sustenta a casa”, disse o palestrante.

O professor ainda pondera que as vítimas de abuso, exploração ou assédio sexual constantemente desenvolvem transtornos como depressão, solidão e angústias, por isso a necessidade de abordar o assunto durante todo o ano. “O Maio Laranja é só para pontuar a questão, mas é preciso ter um trabalho contínuo nas escolas”, frisou.

Também participou do evento, Alexandro Leal, auxiliar de coordenação do projeto Nova, que assiste vítimas de violência e abuso sexual e que após a palestra, esclareceu dúvidas dos profissionais da Reme e falou sobre o trabalho do grupo.

Ações

Na Reme, as ações de conscientização sobre o tema são desenvolvidas nas unidades escolares por meio da Superintendência de Gestão e Normas (Sugenor), que desenvolve projetos com os alunos das unidades escolares. O  gerente de Gestão da Educação Básica, Heraldo Stockler Bojikian explica que a temática também é abordada por meio do projeto “Valorização da Vida”, criado ano passado e desenvolvido nas escolas.

O projeto já capacitou os profissionais da Reme sobre como identificar os sinais de depressão entre os alunos e no momento leva a equipe de psicopedagogas para desenvolver atividades nas unidades que solicitam apoio.

A ação ainda desenvolve palestras voltadas a temática da depressão e já atendeu 1172 alunos e 590 professores da Rede. “Essas palestras são importantes porque as diretoras podem replicar com suas equipes o conteúdo”, ponderou.

A Semed também possui parceria com a Casa da Mulher Brasileira, órgão federal que atua na proteção da mulher.

Na opinião da diretora Claudeci de Almeida , da escola Professor Licurgo de Oliveria Bastos, ações sobre o tema atualizam os profissionais sobre as estatísticas atuais e promove novos encaminhamentos de atividades. “Essas discussões nos dão novas ideias para articular atividades na escola de modo que a gente possa diminuir os números de assédio na infância. Toda vez que participamos de um debate temos uma ideia do que fazer, já que nosso papel é incentivar as denúncias”, afirmou.

Rede Municipal de Sites e Serviços On-line de Campo Grande MS

http://www.campogrande.ms.gov.br/