Profissionais da SAS participam de capacitação para combate à dengue

Campo Grande, 24/08/2021 às 14:30

Profissionais da Secretaria Municipal de Assistência Social (SAS) que atuam nos Centros de Referência em Assistência Social (Cras), Centros de Convivência e Centros de Convivência do Idoso, participam até sexta-feira (27), de capacitação do programa “Integrado Intersetorial de Colaborador Voluntário”, organizado pela Coordenadoria de Controle de Endemias Vetoriais da Secretaria Municipal de Saúde (CCEV/Sesau).

A iniciativa acontece em parceria com a Superintendência de Gestão do SUAS, por meio da Gerência de Educação Permanente da SAS, e vai capacitar 70 servidores, que estão sendo treinados para auxiliar no combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika e chikungunya, dentro das unidades e também repassando as informações para as comunidades de cada uma das sete regiões da Capital.

O secretário municipal de Assistência Social, José Mario Antunes da Silva, destacou a importância das parcerias no combate à dengue. “É fundamental a participação de todos vocês porque temos que trabalhar sintonizados para que as políticas públicas aconteçam nos territórios. Todos temos o mesmo objetivo que é levar informações e orientar também as comunidades sobre os cuidados que cada um deve ter dentro de casa”, disse.

Já o secretário municipal de Saúde, José Mauro Filho falou sobre os programas e ações de combate à dengue adotados pela gestão municipal e que têm contribuído com a redução de casos da doença nos últimos anos. “Nunca paramos de realizar esse trabalho de conscientização apesar da pandemia. Orientamos a população e os voluntários a observar detalhes simples, como vasos, latas e calhas. Esses são os ambientes preferidos do mosquito, que se adaptou muito bem ao clima de nossa cidade, por isso todas as medidas adotadas são importantes e nós temos observado que, aos poucos, estamos também superando essa questão da dengue”, frisou.

O gerente técnico da Coordenadoria de Controle de Endemias Vetoriais, Marcos Luiz de Oliveira, responsável pela capacitação, explicou que cada unidade terá dois voluntários e o treinamento tem como foco desde a biologia dos vetores até os cuidados que devem ser tomados nos espaços, identificando locais e situações que podem contribuir com a proliferação do mosquito.

“A SAS é parceira do programa desde 2019, mas devido à pandemia precisamos interromper as capacitações. Agora retomamos o trabalho capacitando novas equipes e queremos que elas despertem essa conscientização entre os colegas de trabalho e a comunidade”, pontuou.

Também estiveram presentes na abertura da capacitação, a superintendente de Vigilância em Saúde da Sesau, Veruska Lahdo, Valmir Paredes do Nascimento, Chefe de Serviço da CCEV, Ygor Rogério Matos, supervisor geral da Região Central e a supervisora de área Andressa Diniz de Lima.

As próximas capacitações irão contemplar os profissionais das unidades da Proteção Social Especial da SAS.

O programa

Lançado em 2018, o programa “Integrado Intersetorial de Colaborador Voluntário” já capacitou mais de dois mil voluntários e conta com mais de 300 entidades parceiras.  A iniciativa é referência como ferramenta de cooperação ao unir esforços no controle da proliferação do mosquito no âmbito interinstitucional.

O objetivo do programa é instituir a cultura da prevenção, implementando ações compartilhadas entre o poder público e privado, propiciando às empresas envolvidas no processo condições para desenvolverem de modo eficiente o programa de prevenção evitando as doenças de caráter endêmico e epidêmico.

O programa consiste ainda em premiar com o Selo “Instituição Parceira da Saúde”, as empresas que se mantiverem, por um período de seis meses, livres do risco de proliferação do Aedes aegypti.