Procon CG replica pesquisa de álcool em gel e máscaras respiratórias para conscientizar uso

Campo Grande, 26/06/2020 às 08:14

Já se passaram três meses desde que foi decretada a pandemia do Covid-19 pela OMS – Organização Mundial de Saúde. Desde então, segundo a gerente de uma das farmácias pesquisadas pelo Procon Campo Grande sobre o uso de álcool em gel e máscaras respiratórias pela população, o hábito do campo-grandense vem mudando. No começo, a procura pelos produtos foi muito grande, gerando um desabastecimento, e consequentemente, o aumento de preços dos mesmos.

Em certos momentos, poucos estabelecimentos contavam com estoque dos produtos. Neste mês, o produto álcool em gel, foi encontrado em grandes quantidades, com diferentes tamanhos, preços e qualidade. Já as máscaras respiratórias foram encontradas em menores quantidades e variedades, com os preços mais elevados. Isso ocorre, devido à população estar mais consciente para o uso delas.

Diante deste cenário, o Procon Campo Grande replicou a pesquisa de álcool em gel e máscaras respiratórias. A mesma foi realizada entre os dias 23 a 25/6/2020, foram pesquisados 79 itens, em  treze estabelecimentos comerciais, sendo: oito farmácias, três lojas de cosméticos e dois supermercados.

Obteve-se o menor preço de R$ 3,89 no produto álcool em gel de 100g – marca Lipson, na farmácia Drogasil e o maior preço de R$ 89,99  no produto álcool em gel de cinco litros – marca SOS Mãos, na farmácia São Leopoldo. Comparando com o mês anterior o maior preço baixou 10,01%, antes era R$ 100,00.

Nas máscaras respiratórias, o menor preço foi de R$ 2,20 – tecido TNT descartável sem marca, com uma unidade – na Ele & Ela Cosméticos, sendo que o maior preço foi de R$ 75,00 – tecido TNT descartável sem marca, com 26 unidades – na Farmácia Droga10.

O Procon Campo Grande não fez comparação dos preços, pois a intenção é de mostrar onde encontram-se os respectivos produtos e conscientizar a população. A lista completa dos produtos com suas respectivas marcas, quantidades e preços estão na planilha que pode ser baixada aqui.

O Procon CG orienta que os consumidores utilizem a planilha com os preços e façam pesquisas antes da compra. Pois, vários produtos pesquisados já estão em falta nos estabelecimentos comerciais.

Vale também deixar aqui as principais maneiras de prevenção das doenças infecciosas:

  • Lavar as mãos frequentemente com água e sabonete por, pelo menos, 20 segundos. Se não houver água e sabonete, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool.
  • Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;
  • Evitar contato próximo com pessoas doentes;
  • Ficar em casa quando estiver doente;
  • Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;
  • Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.