Prefeitura viabiliza acordo com HU para desafogar Santa Casa

Campo Grande, 17/01/2017 às 15:53

 

Pacientes que aguardam há dias na fila por um procedimento cirúrgico terão uma nova perspectiva a partir de agora. A Prefeitura de Campo Grande conseguiu estabelecer, junto ao HU (Hospital Universitário), uma parceria para desafogar a Santa Casa e, por consequência, garantir o atendimento à população.

O acordo foi firmado na manhã desta terça-feira (17), em reunião entre o secretário de Saúde, Marcelo Vilela, e os diretores do HU e Santa Casa. A partir de hoje, o HU passará a receber, por dia, ao menos cinco pacientes que aguardam no setor de ortopedia da Santa Casa. Os procedimentos envolvem casos de baixa e média complexidade.

Vilela ressalta que o acordo firmado nesta terça-feira é um indicativo de que com a união de esforços será possível reverter o quadro crítico em que a Saúde se encontra atualmente.

“Estamos construindo uma harmonia para que a gente possa colocar o serviço para funcionar. Com ações pontuais como esta conseguimos resolver, em parte, um problema crônico que é a superlotação da Santa Casa. Vamos tirar os pacientes dos corredores e lhe dar o tratamento digno”, ponderou.

O secretário reiterou que a atual gestão está melhorando a regulação e pretende trabalhar em conjunto com a equipe do Estado. “Nós temos que alinhar muitas coisas para podermos identificar as deficiências de leitos e vagas e melhorar o fluxo de pacientes, através da regulação eficiente e que trabalhe em conjunto”, concluiu.

Segundo a diretoria da Santa Casa, a unidade tem entre 30 e 40 pessoas na fila para a realização de cirurgias ortopédicas, sendo que 50% dos pacientes estão aptos a serem transferidos para o HU. A Santa Casa cedeu oito perfuradores – instrumentos utilizados nos procedimentos cirúrgicos – para que o Hospital Universitário possa atender estes pacientes.

No fim de semana o prefeito Marquinhos Trad visitou a Santa Casa e constatou uma superlotação. Ele foi informado que o Hospital Universitário não estava recebendo pacientes, o que acabava lotando a Santa Casa.

O prefeito foi ao HU e constatou que muitos esperavam atendimento, mas que cinco salas do centro cirúrgico estavam vazias e sem médicos prestar atendimento . Após a visita, oito pacientes foram recebidos no HU no mesmo dia e hoje a Secretaria de Saúde conseguiu oficializar um acordo para melhorar o atendimento.