Prefeitura promove troca de experiência com Curitiba em busca de aperfeiçoar o atendimento a população

Campo Grande, 28/10/2021 às 14:30

Com o objetivo de aprimorar o atendimento e serviços prestados à população, a Prefeitura de Campo Grande, por meio da Ouvidoria-Geral do Município, promoveu uma visita técnica à Central 156 da Prefeitura Municipal de Curitiba (PR). O canal de comunicação é vinculado ao Instituto Cidades Inteligentes (ICI), uma Organização Social sem fins lucrativos com atuação em pesquisa, integração, desenvolvimento e implementação de soluções completas para a gestão pública.

Representando a Capital, o ouvidor-geral do Município, Marcos Haroitto destaca que após um amplo processo de integração, a Central 156 de Curitiba, atualmente, trabalha em conjunto com todos os órgãos e entidades da Prefeitura.

“Após a integração, os gestores conseguiram reunir todos os serviços prestados pelo Município na plataforma. Em quase dez anos, a Central já registra mais de 38 milhões de atendimento”, destaca.

Haroitto ressaltou que os números apontam o grande alcance que a Central 156 da cidade vem registrando. Ação esta que vem sendo desenvolvida pela Controladoria-Geral de Campo Grande, por meio da equipe da Ouvidoria-Geral.

“A Rede de Ouvidorias nasceu com o objetivo de facilitar o acesso do cidadão aos serviços prestados pela Prefeitura. Juntamente com as ouvidorias setoriais, trabalhamos para a unificação e padronização das demandas registradas em todos os canais de comunicação do Executivo Municipal”, acrescenta o ouvidor-geral.

A exemplo da junção de serviços, assim como Curitiba, a Central 156 de Campo Grande já discute a possibilidade de inclusão das demandas referentes ao serviço de acolhimento realizado pela Secretaria Municipal de Assistência Social (SAS), permitindo ao cidadão um acesso fácil e ágil.

Segundo o colaborador Ozires de Oliveira, um dos gestores responsáveis pelo canal de comunicação, a organização e alinhamento institucional da Central com as demais unidades da Prefeitura Municipal de Curitiba é, em grande parte, responsável pelo sucesso e reconhecimento do trabalho.

“A Secretaria do Governo Municipal desempenha a função de interlocutora junto ao ICI, buscando suprir as necessidades da população de acordo com os números e demandas registradas por meio da Central 156 da cidade de Curitiba”, destaca o gestor.

O ouvidor da Capital acrescenta que a Prefeitura de Campo Grande segue no mesmo sentido, investindo nos canais de comunicação para facilitar o contato e fortalecer o vínculo com o cidadão campo-grandense.

“A Ouvidoria oferece várias portas de entrada para que a população consiga registrar sua solicitação, e mais que registrar, trabalhamos diariamente na resolução das demandas, priorizando o retorno ao pedido e qualidade no serviço prestado”, finaliza o ouvidor-geral Marcos Haroitto.

Atualmente, a Rede de Ouvidorias é composta pela Ouvidoria-Geral do Município, responsável pela coordenação e orientação dos trabalhos e pelas Ouvidorias Setoriais dos seguintes órgãos e entidades: Secretaria Municipal de Assistência Social (SAS); Secretaria Municipal de Saúde (SESAU); Secretaria Municipal de Educação (SEMED); Instituto Municipal de Previdência de Campo Grande (IMPCG); Agência Municipal de Regulação dos Serviços Públicos (AGEREG); Secretaria Especial de Segurança e Defesa Social (SESDES); Agência Municipal de Habitação e Assuntos Fundiários (AMHASF); Fundação Social do Trabalho de Campo Grande (FUNSAT) e Agência Municipal de Transporte e Trânsito (AGETRAN), sendo que as três últimas estão em fase de implantação.