Prefeitura lança licitação da etapa A da pavimentação do Residencial Barra Tijuca

fachada_1

Campo Grande, 19/09/2019 às 14:03

A Prefeitura de Campo Grande publicou na edição desta quinta-feira (19) do Diário Oficial o edital de licitação das obras de drenagem e pavimentação (etapa A) do Residencial Barra da Tijuca, bairro na região urbana do Lagoa. Serão investidos R$ 1.142.070,42, recursos federais e contrapartida na execução de pouco mais de 1 quilômetro de pavimentação e 456 metros de drenagem, além de sinalização viária. O prazo de entrega da abertura das propostas termina dia 23 de outubro.

O Barra da Tijuca receberá mais 1 quilômetro de pavimentação dentro da etapa B, que está com licitação em andamento.

No dia  30, está prevista a abertura das propostas das três empreiteiras participantes da licitação (Meta Construtora, DMP Construção e Construtora Gomes). Serão aplicados mais R$ 1.034,671,81, sendo R$ 802.681,99, recurso federal e R$ 231.989,82 de recursos próprios.

 Nas duas etapas o investimento total será de R$ 2.176.742,23, sendo R$ 428,3 mil de recursos próprios e R$ 1,7 milhão do Ministério da Integração Nacional.

Segundo o secretário de Infraestrutura e Serviços Públicos, Rudi Fiorese, o projeto prevê a pavimentação de trechos das ruas Visconde de Suassuna; Tabira; Alfredo Lisboa; Visconde de Boa Vista; Bartolomeu Mitre e Severino Pinheiro.

Os  recursos para pavimentação no Tijuca estão  previstos em dois contratos, um de  R$ 938.150,00 (complementados por R$ 117.760,92 de contrapartida) da etapa A e mais R$ 802.681,99 da etapa B,  com mais de R$ 173.916,05 de recursos da Prefeitura. Do valor total, serão R$ 1.740.831,99 e mais R$ 291.661,05 de contrapartida. “O residencial hoje é rodeado de ruas do Jardim Tijuca, que  foi pavimentado  ainda quando eu era vereador”, lembra o prefeito.

Recurso recuperado

A execução de 2,1 quilômetros de pavimentação no Barra da Tijuca foi viabilizada com recursos de uma emenda parlamentar de 2016 do então deputado federal Luiz Henrique Mandetta. O prefeito Marquinhos Trad mais de uma vez esteve no Ministério da Integração Nacional, em Brasília, para que o convênio não fosse rescindido e o recurso perdido. No final do ano passado,  a Prefeitura assinou contrato com a Caixa Econômica Federal.

Rede Municipal de Sites e Serviços On-line de Campo Grande MS

http://www.campogrande.ms.gov.br/