Prefeitura intensifica fiscalização para garantir segurança e evitar aglomerações durante o feriado da Páscoa

Foto: Glenda Gabi

Campo Grande, 09/04/2020 às 14:18

Equipes de fiscais da prefeitura foram às ruas nesta quinta-feira (9), em força-tarefa de fiscalização nos estabelecimentos comerciais de Campo Grande, para fazer valer o cumprimento das medidas de biossegurança estabelecidas por meio do Decreto n. 14.231, de 3 de abril de 2020 e da Resolução Semadur n. 39, de 3 de abril de 2020. O foco desta ação fiscalizatória são os comércios voltados para atender o público neste feriado de Páscoa.

O prefeito Marquinhos Trad participou das fiscalizações realizadas no Mercadão Municipal e Camelódromo, sempre reforçando o pedido para que as pessoas evitem aglomerações com a retomada gradativa do funcionamento do comércio. “Considero necessário a minha presença pessoal para verificar o cumprimento das regras firmadas no Plano de Biossegurança. Todos com equipamentos de proteção individual, unidos em um único objetivo que é fazer com que o comerciante e empresário se conscientizem sobre a importância de cumprirem as medidas estabelecidas para enfrentamento da pandemia do coronavírus”, ressaltou

Esta operação deflagrada hoje conta com 110 fiscais da Semadur, 46 profissionais da Sesau – entre fiscais sanitários e agentes de endemias, 60 guardas civis metropolitanos e conta ainda com 17 fiscais da Agetran. Dezenas de viaturas, entre veículos de quatro rodas e motocicletas foram colocadas à disposição das equipes.

De acordo com o secretário de Meio Ambiente e Gestão Urbana, Luiz Eduardo Costa, desde março até a última terça-feira (7), foram realizadas vistorias em 2.380 estabelecimentos, destes, 457 foram orientados a fechar o local por não estarem entre as atividades autorizadas a funcionar de acordo com a legislação e apenas 14 estabelecimentos foram notificados por não cumprirem a legislação municipal..

O titular da Semadur explica que a força-tarefa foi montada em esquema especial para atuar nas sete regiões urbanas da cidade. “Buscamos agir de forma rápida para que esse vírus seja combatido e para que a população tenha consciência do seu papel de evitar aglomerações e redobrar os cuidados com a higiene e o distanciamento necessário. Atendendo assim as normas vigentes”, declarou  Luís Eduardo Costa.

Estratégias de prevenção

A Prefeitura tem adotado medidas de restrições a mobilidade urbana, seguindo recomendação da Organização Mundial da Saúde e do Ministério da Saúde, que preconizam o isolamento social como estratégia de prevenção ao Covid-19, pandemia que praticamente paralisa o mundo.

Na semana passada, medida da prefeitura flexibilizou a quarentena para as lojas de material de construção, lotéricas, agências bancárias, setor industrial e a construção civil. Já os restaurantes voltaram a funcionar desde o dia 27 de março, com redução de 70% da capacidade. Não houve interrupção em setores considerados essenciais, como supermercados, farmácias e postos de combustível.

Decreto publicado no dia 3 de abril de 2020, em edição extraordinária do Diário Oficial, estabeleceu o plano de diretrizes para o enfrentamento da COVID-19 nas atividades econômicas e sociais de Campo Grande. O plano, com base em critérios de biossegurança, define o calendário para reabertura gradativa das atividades comerciais, classificadas numa escala de 0 a 5, levando em conta a possibilidade (por conta das suas características) sendo maior ou menor de manutenção das condições de isolamentos social.

Os segmentos com pontuação 4 e 5, aqueles que por suas características, avaliou-se ser possível adotar medidas para evitar aglomerações, retomaram suas atividades nesta segunda-feira. De imediato está autorizado o funcionamento de serviços na área de saúde, como consultórios médicos, odontológicos, fisioterapia.

Na segunda-feira(6), foram reabertas as oficinas mecânicas, auto elétricas, concessionárias de veículos, floriculturas, livrarias, além do comércio varejista de um modo geral, lojas de roupas, confecções, armarinhos, eletrodomésticos, além de toda área de serviços (escritórios de contabilidade, imobiliárias, Advocacia).

O Centro Comercial Popular Marcelo Barbosa Fonseca, o Camelódromo, voltou a funcionar nesta quarta-feira (8), com uma série de regras e protocolos para evitar aglomeração, reforçar a higienização e garantir distanciamento entre os frequentadores. O Plano de Contingenciamento aprovado pelo Comitê Municipal de Enfrentamento do Covid-19, prevê um sistema de rodízio para que só 140 dos 473 boxes, funcionem diariamente. Só será liberada a entrada de 30 clientes por vez, limite que vai garantir o distanciamento mínimo de 1,5 metro entre eles.

A partir de hoje (9) salões de beleza foram reabertos com atendimento de 30% da capacidade, disponibilizando álcool 70% e informativo sobre prevenção do coronavírus. Os profissionais vão fazer triagem dos clientes, quem estiver no grupo de risco e com sintomas não serão atendidos. Respeitar o distanciamento social entre macas e cadeiras em 2 metros e entre as pessoas 1,5 m.

O plano com as diretrizes para o enfrentamento do coronavírus mantém suspensas as aulas nas escolas públicas e particulares; universidades. Continuam proibidos os eventos artísticos, culturais, esportivos; bailes, o funcionamento das academias em geral, clubes de lazer; shopping centers e os estabelecimentos situados em galerias, além dos bares com entretenimento. Parques, locais de lazer e convivência, públicos ou privados, continuam fechados.

O plano foi elaborado por uma equipe multidisciplinar integrada por técnicos das Semadur, Sesau, Agetran, Procuradoria do Município, Secretaria de Finanças, Agereg e Sedesc, que adotaram parâmetros e diretrizes da Organização Mundial da Saúde e do Ministério da Saúde. O objetivo, segundo o prefeito Marquinhos Trad é “mitigar os efeitos dessa pandemia junto à população campo-grandense”.