Prefeitura inaugura Escola Pública de Futebol no Bairro Rouxinóis

Campo Grande, 05/08/2021 às 17:43

A prefeitura de Campo Grande, por meio da Fundação Municipal de Esporte e Lazer (Funesp), realizou o lançamento de mais um núcleo do Projeto Escola Pública de Futebol, na tarde desta quinta-feira (5). Desta vez, crianças e adolescentes do Campo dos Rouxinóis receberam oficinas da modalidade que mais atrai a atenção da juventude. A solenidade integra o calendário das festividades dos 122 anos de Campo Grande.

Por conta da pandemia as atividades haviam sido suspensas deixando a inauguração tardia. Respeitando os protocolos de biossegurança, as oficinas retornaram atendendo cerca de 50 jovens presencialmente.

A vice-prefeita Adriane Lopes acompanhou a inauguração  do núcleo e destacou o incentivo aos jovens. “É maravilhoso chegar num campo e ter um professor capacitado. O futebol é uma oportunidade. Está acontecendo as Olimpíadas e muitos jovens começaram em projetos sociais. Eles sonharam e chegaram lá. Esses jovens têm oportunidade de ir além”, disse.

O campo do bairro recebe treinamento do professor Nelson Barros, o “chaveirinho”, conhecido pela história no esporte e figura representativa do futebol em Mato Grosso do Sul. Nelson jogou profissionalmente por 20 anos e hoje dedica as experiências e ensinamentos da carreira.

“É um momento aguardado por nós, um momento de significar a importância que é esse projeto em toda Campo Grande. Algumas pessoas não enxergam quando estamos no campo, acham que estamos apenas jogando bola, mas aqui é o lugar onde eles têm amigos de verdade, recebem respeito, vida social e certamente vão saber o que é um caminho decente e do bem”, explica.

Maria Júlia da Silva, de 15 anos, está na escolinha há 3 anos e conta que a preparação para seguir na vida de jogadora é um esforço. Aliás, sendo uma das poucas mulheres no campo, ela acredita que a inauguração é uma oportunidade de despertar o interesse de outras meninas pelo esporte que tanto gosta. “Quero ser jogadora de futebol feminino um dia. É um pouco complicado o número de times femininos, mas espero que outras saibam e venham participar”, conta.

“Esse campo é um presente para todos nós moradores, o projeto é um sonho que tem oportunidade de tirar crianças e adolescentes da rua. Quem sabe um dia daqui sairão grandes craques. Agradecemos imensamente o zelo”, comemora a presidente do bairro, Lindaura Pazberova.

A escola atende mais de 1,5 mil alunos divididos entre 20 espaços da Capital. “A Escola Pública de Futebol é um programa único, graças a sensibilidade da prefeitura, dos professores e de todos os envolvidos que vem funcionando plenamente na nossa cidade. Nossa vontade é que crianças e jovens virem atletas, cidadãos dignos e até se inspirem nos professores capacitados”, ressalta o diretor-presidente da Funesp, Claudinho Serra.

O projeto acontece nos campos do Parque Ayrton Senna, Parque Jacques da Luz, Centro Olímpico da Vila Nasser, Parque Ecológico do Sóter, Praça Elias Gadia, Campo Pioneiro, Campo José Abrão, Praça do Jockey Club, Parque Tarsila do Amaral, Campo Sisep, Praça Amigos Vaguinho e Dalila, Praça Ramão de Souza Gomes, Praça Bonança, Campo de Futebol Rouxinóis, Associação de Moradores do Bairro Buriti, Guanandizão, Campo Nobre, Campo do Estrela do Sul, Campo do Jardim Petrópolis, Campo do Jardim Carioca, Distritos Rochedinho e Anhanduí.

Materiais esportivos

Nesta quarta-feira (4), a Prefeitura entregou 110 bolas de futebol para o projeto Escola Pública de Futebol que foram adquiridas por empresários e doados ao Município, por meio de uma parceria público-privada.

Presidente da Associação de Moradores do bairro Taveirópolis e gestora da praça, Giovana da Luz, comemorou a doação. “Moro na esquina do parque há 32 anos, sei da importância deste lugar e das atividades para nossa comunidade. As oficinas de futebol são valiosas para nossos jovens e quem sabe um dia irá sair daqui um grande atleta”.