Prefeitura autoriza reabertura das academias com 30% da capacidade e medidas de biossegurança

Foto: Glenda Gabi

Campo Grande, 17/04/2020 às 15:46

Após estudo técnico conjunto,  entre proprietários de academias, conselheiros regionais de educação física e a Comissão Municipal de Enfrentamento da Covid-19,  o prefeito Marquinhos Trad assinou decreto – publicado em edição extra do Diário Oficial desta sexta-feira (17) – que permite  a reabertura das academias  e a retomada das  atividades dos Profissionais de Educação Física.

Segundo o prefeito, as atividades serão reiniciadas de  forma gradual e responsável,  em sintonia  com as orientações do Ministério e da  Secretaria Municipal de Saúde . “Podem voltar, desde que as academias ou profissionais atendam as normas estabelecidas neste Regime Especial de Prevenção ao COVID-19 , e desde que atendidas as determinações de higienização já estabelecidas nas regras de biossegurança, garantindo a segurança da população”.

Pelo Decreto n. 14.256, de 17 de abril de 2020, está liberado a partir de hoje o atendimento em ambiente fechado (indoor) ou em ambiente ao ar livre (outdoor), desde que os exercícios sejam realizados na maior distância possível entre os alunos.  Os professores terão de orientá-los a manter distância mínima de 5 metros entre os praticantes,  com uma área de 20m² para cada um, no caso de atividade de corrida, os praticantes devem manter uma distância mínima de 10 metros.

É recomendada ainda que a lotação seja limitada a 30% da capacidade da academia. Nos  ambientes abertos, só será permitido o atendimento de  cinco pessoas, em áreas separadas e delimitadas, respeitadas as medidas de biossegurança e que seja respeitado o toque de recolher  instituído pelo Município a partir das 22 horas.

O decreto, traz uma série de recomendações relacionadas a higienização da academia e aparelhos, uso de máscaras e luvas por parte dos professores. Será exigida a aferição da  temperatura corporal do praticante, revisão do modelo dos bebedouros, manter distância de 5 metros do cliente e sem contato físico. Os locais terão de ficar arejados e com boa ventilação. Os atendimentos devem ser agendados de forma a evitar a aglomeração. Antes e no final do treino é obrigatório, disponibilizar álcool em gel 70% e toalha descartável, para as higienizações.

Para o diretor-presidente da Fundação Municipal de Esportes (Funesp) Rodrigo Terra, as medidas serão analisadas dia a dia. “A abertura das academias vai muito além da questão econômica, que é muito importante claro, mas também dá a possibilidade da atividade física auxiliar no sistema imunológico da população, o que pode ajudar no combate ao coronavírus”.

Campo Grande tem 718 unidades de Academias e Estúdios e soma 4.955 profissionais de educação física registrados no Conselho Regional de Educação Física de MS. Com o retorno das academias os agentes do município que estão na fiscalização do comércio também atuarão nestes estabelecimentos, e caso as medidas sejam desrespeitadas, a pessoa ou empresa poderá responder criminalmente por desobedecer às medidas sanitárias.