Prefeitura alinha Plano Municipal de Gestão Estratégica aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS)

Campo Grande, 17/11/2021 às 16:59

Como parte do Plano Municipal de Gestão Estratégica por Resultados, a Prefeitura Municipal, por meio da Subsecretaria de Gestão e Projetos Estratégicos (Sugepe) e da Agência Municipal de Meio Ambiente e Planejamento Urbano (Planurb), estão capacitando os interlocutores das 28 unidades administrativas do Município para enquadrar as metas do Plano aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).
Os ODS são uma agenda mundial adotada durante a Cúpula das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento Sustentável em setembro de 2015, composta por 17 objetivos e 169 metas a serem atingidos até 2030.
No documento estão previstas ações mundiais nas áreas de erradicação da pobreza, segurança alimentar, agricultura, saúde, educação, igualdade de gênero, redução das desigualdades, energia, água e saneamento, padrões sustentáveis de produção e de consumo, mudança do clima, cidades sustentáveis, proteção e uso sustentável dos oceanos e dos ecossistemas terrestres, crescimento econômico inclusivo, infraestrutura, industrialização, entre outros.
“Esta capacitação tem o objetivo de qualificar os interlocutores de cada unidade administrativa da Prefeitura, para que eles possam enquadrar as metas do planejamento estratégico aos ODS. Assim, teremos uma leitura de quais ODS serão priorizados no Plano”, explica o superintendente de Planejamento e Gestão da Informação, Rodrigo Giansante.
A diretora de Planejamento Ambiental da Planurb, Mariana Massud, avalia a capacitação como um importante passo para o município de Campo Grande. “A ação foi uma oportunidade de sensibilizar os gestores sobre o conceito de ‘desenvolvimento sustentável’, demonstrando como as funções nas quais estão inseridos se interligam nas temáticas ambiental, social e econômica. O encontro buscou estimular a compreensão de todos sobre a construção de um futuro cada vez mais próspero, baseando suas ações no atendimento às metas estipuladas por cada um dos 17 ODS”.
Para entender como as metas e os ODS estão interligados, na Planurb, por exemplo, dentro da Diretoria de Geoprocessamento, Pesquisa e Informação (DGP), a meta compreende mapear os índices de exclusão social em Campo Grande (situação de vulnerabilidade de mulheres vítimas de violência, idosos, indígena, jovens, deficientes, população de rua e de vulnerabilidade social); e elaborar os Planos de Bairros de Campo Grande. Essas metas fariam parte dos objetivos 10 e 11 dos ODS, que são Redução das desigualdades e Cidades e comunidades sustentáveis, respectivamente.
Conheça os ODS:
01 – Erradicação da pobreza: acabar com a pobreza em todas as suas formas, em todos os lugares.
02 – Fome zero e agricultura sustentável: acabar com a fome, alcançar a segurança alimentar e melhoria da nutrição e promover a agricultura sustentável.
03 – Saúde e bem-estar: assegurar uma vida saudável e promover o bem-estar para todos, em todas as idades.
04 – Educação de qualidade: assegurar a educação inclusiva, e equitativa e de qualidade, e promover oportunidades de aprendizagem ao longo da vida para todos.
05 – Igualdade de gênero: alcançar a igualdade de gênero e empoderar todas as mulheres e meninas.
06 – Água limpa e saneamento: garantir disponibilidade e manejo sustentável da água e saneamento para todos.
07 – Energia limpa e acessível: garantir acesso à energia barata, confiável, sustentável e renovável para todos.
08 – Trabalho decente e crescimento econômico: promover o crescimento econômico sustentado, inclusivo e sustentável, emprego pleno e produtivo, e trabalho decente para todos.
09 – Inovação infraestrutura: construir infraestrutura resiliente, promover a industrialização inclusiva e sustentável, e fomentar a inovação.
10 – Redução das desigualdades: reduzir as desigualdades dentro dos países e entre eles.
11 – Cidades e comunidades sustentáveis: tornar as cidades e os assentamentos humanos inclusivos, seguros, resilientes e sustentáveis.
12 – Consumo e produção responsáveis: assegurar padrões de produção e de consumo sustentáveis.
13 – Ação contra a mudança global do clima: tomar medidas urgentes para combater a mudança climática e seus impactos (*).
14 – Vida na água: conservação e uso sustentável dos oceanos, dos mares, e dos recursos marinhos para o desenvolvimento sustentável.
15 – Vida terrestre: proteger, recuperar e promover o uso sustentável dos ecossistemas terrestres, gerir de forma sustentável as florestas, combater a desertificação, deter e reverter a degradação da Terra e deter a perda da biodiversidade.
16 – Paz, justiça e instituições eficazes: promover sociedades pacíficas e inclusivas par ao desenvolvimento sustentável, proporcionar o acesso à justiça para todos e construir instituições eficazes, responsáveis e inclusivas em todos os níveis.
17 – Parcerias e meios de implementação: fortalecer os meios de implementação e revitalizar a parceria global para o desenvolvimento sustentável.