No mês da Consciência Negra, Campo Grande sedia evento internacional ‘África Friends’

Campo Grande, 25/11/2019 às 11:26

Neste mês da Consciência Negra, Campo Grande foi sede do evento internacional “Projeto África Friends”, que atua na luta contra a discriminação racial e pela inclusão dos negros. A programação teve início no dia 19 de novembro e encerrou na sexta-feira (22), quando aconteceu a entrega do Prêmio Internacional África Friends, que reconhece a atuação das pessoas que trabalham pela igualdade.

O Projeto é promovido pelo Instituto Azusa, que trabalha em parcerias com governos, instituições, empresas e universidades para garantir formação e capacitação aos jovens negros. Trata-se de um evento internacional, com participação de comissões dos Estados Unidos, Europa e mais de dez países africanos, além da presença de governadores, ministros e presidentes de multinacionais.

A Prefeitura Municipal de Campo Grande recebeu a premiação através do Subsecretario de Defesa dos Direitos Humanos, Ademar Vieira Junior e da Coordenadora de Políticas de Promoção para Igualdade Racial, Rosana Anunciação Franco.

5c821a7b-0075-4e96-90ca-f88f7acaeab5A SDHU (Subsecretaria de Defesa dos Direitos Humanos) que integra a estrutura básica da Segov (Secretaria Municipal de Governo e Relações Institucionais), atua de forma conjunta e articulada para o fortalecimento de uma sociedade em que os direitos humanos sejam conhecidos e respeitados, e que a diversidade seja vista como característica positiva de um povo plural e em que as discriminações originadas em preconceitos não sejam aceitas.

O Subsecretário Ademar Vieira Junior recebeu o prêmio das mãos do príncipe da Nigéria Adekunle Aderonmu. Na ocasião, ele ressaltou que apesar dos avanços, muito ainda precisa ser feito na busca pela garantia dos direitos da pessoa negra. “Muito ainda precisa ser feito para que possamos alcançar nossos 79605380-151c-4bdc-8cc3-35a711aae484objetivos, mas estamos no caminho certo. A Prefeitura de Campo Grande tem trabalhado com muito empenho na busca pela garantia dos direitos humanos, não só no mês da consciência negra, mas durante todo o ano. ’Estamos trilhando um caminho para que em um futuro próximo nossa capital seja destaque nesta questão”.

A Coordenadora Rosana Anunciação disse que o prêmio reafirma o compromisso da atual gestão com essa temática, não só planejando, mas colocando em prática ações em prol da população negra. “Durante todo o ano, em especial agora no mês da consciência negra, estamos implementando programas, serviços e ações afirmativas que visam a superação das desigualdades raciais e preservando a memória da cultura da população negra da capital’’.