Festival on-line é lei e município prevê uso de dispositivo para fortalecer a cultura

Campo Grande, 06/05/2020 às 17:37

Foi publicada na manhã desta quarta-feira (6), a Lei n. 6.441, do dia 5 de maio, que autoriza o Poder Executivo Municipal a criar um festival on-line, que possibilita aos artistas que façam apresentações em suas próprias casas, sem desrespeitar a orientação de quarentena para barrar a epidemia de coronavírus.

A lei vem ao encontro com o isolamento necessário e fundamental neste momento para conter a expansão do novo coronavírus. Segundo o secretário municipal de Cultura e Turismo, Max Freitas, a criação deste festival on-line é mais uma oportunidade de fomentar a Cultura local.

“Estamos entregando até o fim desta semana o edital de credenciamento para criação de acervo digital do município e vimos com muita alegria a sanção dessa lei pois ela vem para fortalecer a economia local por meio da Cultura”, pontua ele.

O vereador Otávio Trad, que um dos autores da lei, diz se solidarizar com a Cultura regional e que a realidade de Campo Grande é diferente do cenário nacional. “Diferente dos grandes músicos a nível nacional, que fazem seus shows online através de muito patrocínio e recurso próprio, em tempos de pandemia nossa realidade é bem diferente”, comenta

Ele completa: “Os músicos de Campo Grande atravessam uma grande dificuldade por não ter shows e eventos para se apresentarem e por consequência receber seu chamado cache. A contratação desses músicos locais sempre existiu através de processo seletivo, credenciamento ou contratação. O projeto prevê os mesmos moldes utilizado, porém com a apresentação online, as chamadas lives. A partir daí o projeto auxiliará os músicos locais e principalmente a cultura de Campo Grande”.