Estratégia para combate ao Aedes se intensifica e fumacê passa por 29 bairros

Campo Grande, 01/12/2021 às 10:45

Usado como ferramenta auxiliar no combate ao Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika e chykungunia, o serviço de borrifação ultra baixo volume (UBV) – conhecido como Fumacê – terá sua circulação ampliada nessa quarta-feira (01) e passará por 29 bairros de Campo Grande. Haverá uma equipe da Coordenadoria de Controle de Endemias Vetoriais (CCEV) da Secretaria Municipal de Saúde (Sesau) em cada bairro, sendo que elas seguirão um itinerário previamente estabelecido.  

As equipes estarão nos bairros:   

  • Alves Pereira;  
  • Jardim Batistão; 
  • Caiçara; 
  • Chácara Cachoeira; 
  • Vila Carvalho; 
  • Centro Oeste; 
  • Jardim Centenário; 
  • Coophavilla II; 
  • Coronel Antonino;  
  • Cruzeiro;  
  • Jardim Leblon;  
  • Los Angeles;  
  • Maria Aparecida Pedrossian;  
  • Mata do Jacinto;  
  • Monte Castelo; 
  • Monte Líbano; 
  • Moreninha; 
  • Vila Nasser;  
  • Nova Lima; 
  • Jardim Panamá; 
  • Piratininga;  
  • São Conrado;  
  • Vila Sobrinho; 
  • Rita Vieira;  
  • Tijuca;  
  • Tiradentes; 
  • Universitário e  
  • Jardim Veraneio.  

 Para uma maior eficácia do inseticida, é necessário que o morador abra portas e janelas, assim o veneno consegue atingir os locais onde há maior probabilidade de estarem os mosquitos.    

Os serviços começam às 16h e têm previsão de término às 22h, podendo ser adiados ou até mesmo cancelados em caso de chuvas, ventos ou neblina, uma vez que tais atividades meteorológicas prejudicam a aplicação do veneno.  

O inseticida atinge os mosquitos adultos, preferencialmente as fêmeas, que são as transmissoras das doenças. Ainda assim é possível que outras espécies sejam atingidas e, por isso, é necessária uma aplicação criteriosa do veneno.