Escolas comemoram aniversário de fundação e da Capital com eventos culturais

lICUR (2) (Copy)

Campo Grande, 11/08/2018 às 18:31

Apresentações culturais e homenagens marcaram, neste sábado (11), as atividades dos 50 anos da escola Dr.Tertuliano Meireles, no bairro Caiçara e dos 38 anos da escola Professor Licurgo de Oliveira Bastos, na Vila Nasser.

Cada unidade reuniu pelo menos 2 mil pessoas entre alunos, comunidade escolar, familiares e funcionários, que prestigiaram as atrações que tiveram o objetivo de resgatar as tradições culturais de Campo Grande. Além da comunidade das escolas, também marcaram presença a secretária municipal de Educação, Elza Fernandes, secretária-adjunta, Soraia Campos e o prefeito Marquinhos Trad.

lICUR (9) (Copy)O prefeito Marcos Trad elogiou a festa de aniversário e pontuou que pretende ampliar a capacidade de atendimento da unidade com a ampliação de mais salas.

“O evento é uma grande comemoração, o Dr. Tertuliano, além de médico foi um grande professor nas disciplinas de história e biologia. Temos um grande sonho nessa escola de ampliar o prédio”.

A secretária de Educação, Elza Fernandes, ressaltou a história da escola e a participação da comunidade.

“A festa foi maravilhosa, porque contou a história da escola desde seu inicio até os 50 anos. O que nós percebemos é que durante todo esse tempo se manteve a qualidade na educação e os pais envolvidos nas atividade da escola. Foi emocionante”.

A diretora do Tertuliano, Ana Rita Sorato atribui a realização da festa ao vínculo que tem com a unidade. Ela está trabalhando na escola durante 14 anos e comenta sobre o aniversário.

“Eu amo muito o que eu faço. Todos que estão aqui amam o que fazem. Por isso que é importante essa comemoração, por tudo que ela significa no bairro, ela é um patrimônio da comunidade”.

lICUR (21) (Copy)O técnico em ótica, Irineu Cavaleiro Neto, que estudou na Escola Tertuliano durante oito anos, do 1° até o 8° ano, na década de 1980, e possui uma filha estudante da unidade também, Mirela Cavaleiro, comentou sobre a festa.

“É bom o evento, eu e minha irmã estudamos aqui. Vai formando novas pessoas e vamos comemorando. Do período que estudei aqui até o da minha filha todos os professores passam um bom ensinamento”.

Para o aluno João Vitor Santos, de 14 anos, que estuda no Tertuliano a um ano e meio, o melhor da festa foi a orquestra.

“A festa está grande, gostei bastante da orquestra e está sendo bem legal. Meus pais acham muito boa a escola e querem que eu fique aqui ate o 9° ano. Moro em outra região, mas prefiro estudar aqui”.

Quadro de Tertuliano

No evento da escola Dr. Tertuliano Meireles, que completou meio século de fundação no dia 16 de abril houve a entrega solene da obra “Pintura sobre tela do Dr. Tertuliano Meirelles”, elaborada pelo artista plástico Antônio Pedro de Alcântara. Também houve apresentações dos alunos da educação infantil (pré-escola) e poesia recitada pelo professor Drayton Lima, que produziu um texto sobre a história e a importância da escola na comunidade.

lICUR (27) (Copy)A secretária Municipal de Cultura e Turismo, Nilde Brum, esteve presente prestigiando a festa com a entrega da tela do artista.

“É uma data muito importante que temos que comemorar e como leva o nome do Tertuliano nós estamos fazendo uma homenagem entregando o quadro. A Semed levou a proposta para a Secretaria que adquiriu o quadro para esta homenagem”.

Ex-alunos

Os alunos que participaram das aulas de ginástica rítmica, coordenados pela professora Luzimara Galvão Vareiro de Souza também apresentaram coreografia preparada com exclusividade para o evento. Já na programação musical houve apresentação de violão e interpretação da música “Amigos para Sempre”, por quatro professores da escola.

Uma banda formada por ex-alunos empolgou o público, ao lado de um grupo de professores que apresentou músicas regionais. Ainda houve uma disputa esportiva por pais de alunos e professores.

lICUR (26) (Copy)O evento também contou com ações sociais e de saúde, como aferição de pressão arterial, corte de cabelo, manicure; massoterapia, maquiagem e limpeza de pele; oficina de pintura; distribuição de mudas de hortaliças; exposição de fotos do Arquivo Histórico de Campo Grande ; Clube do Setinha, que levou jogos sobre trânsito; pintura facial e brinquedos infláveis.

O dentista Cleverson de Oliveira Falbot ministrou palestra sobre saúde bucal. Não faltaram orientações quanto os cuidados com o corpo e proteção animal.

Cidade multicultural

Na escola Licurgo de Oliveira Bastos, que comemora sua fundação no mesmo dia do aniversário da Capital, 26 de agosto, a proposta da festa foi relembrar a cultura de Campo Grande com o evento “Uma Cidade Multicultural”, onde mostrou os diferentes povos que moram em nossa Capital, bem como as contribuições culturais que se fazem presentes, por meio da arte, cultura e das comidas típicas.

O evento envolveu alunos da educação infantil ao 9º ano com diferentes apresentações, visando garantir o envolvimento de todos os presentes. A unidade retratou sua história e evolução por meio de fotos e murais.

Foram realizadas apresentações dos músicos Rafael e Luciana que tocam saxofone e violoncelo; dança paraguaia; dança do ventre e apresentações com o músico sul-mato-grossense Irwing Rosa, representando a fronteira com o Paraguai.

A comunidade escolar também marcou presença nas apresentações como Waldir Rosa e sua filha, a aluna Maria Luiza, que apresentaram um repertório de Música Popular Brasileira. A dupla João e Turbinado levaram a música regional e os alunos do 8º ano fizeram uma demonstração de catira. Já a dupla Gustavo e Letícia escolheram o sertanejo e o aluno Max Henrique, a MPB.

A secretaria-adjunta Soraia Campos que trabalhou como diretora do Licurgo, durante 27 anos, fez parte da história da unidade e fala da emoção de participar da festa.

“É algo muito bom pra toda a comunidade interna e externa. Quando nós conseguimos trazer a comunidade pra dentro da escola para prestigiar no decorrer do ano é muito satisfatório. A escola sempre foi unida com a comunidade”.

A diretora Claudeci Almeida também conta sua passagem histórica pela escola quando ainda era aluna e sobre a sua emoção da festa.

“A festa está sendo grandiosa. Entramos no calendário de festividades do aniversário de Capital. Os pais vieram e prestigiaram, os pais vieram pra compartilhar conosco. Eu fui aluna da escola desde 1980”.

 

Rede Municipal de Sites e Serviços On-line de Campo Grande MS

http://www.campogrande.ms.gov.br/