Em regime de plantão, Prefeitura segue com atendimento emergencial e entrega materiais de construção a mais regiões neste sábado

Campo Grande, 23/10/2021 às 16:38

Assim que os órgãos de controle divulgaram a previsão meteorológica para mais tempestades neste fim de semana, a Prefeitura de Campo Grande, por meio da Agência Municipal de Habitação e Assuntos Fundiários (Amhasf), designou equipes que devem trabalhar em regime de plantão nos próximos dias, inclusive com suporte noturno.

Na manhã deste sábado (23) aconteceu a entrega de mais 200 telhas de fibrocimento, além de outros materiais de construção, na comunidade indígena Estrela do Amanhã e também às famílias da Região do Prosa que pediram o auxílio via Central de Atendimento (3314-3900).

Já no início da tarde, mais famílias que integram a comunidade José Teruel, localizada no Bairro Dom Antônio Barbosa, foram atendidas. Nesta sexta-feira (22), comunicado foi publicado nas redes sociais oficiais para que, caso haja emergências, como destelhamento de casas, que a população entre em contato pelos telefone (67) 3314-3900 ou (67) 99350-1126.

Prevenção

Mesmo com o tempo ainda firme, os ventos começaram a se intensificar no início desta tarde. Trabalhando igualmente sob regime de prevenção, as equipes orientam as pessoas de que maneira elas podem se abrigar com mais segurança, caso haja rajadas neste sábado.

Sob a coordenação dos servidores da Amhasf, os arquitetos Francielli Rissi Gimenes e Douglas Torres, que atuam desde o último vendaval ocorrido na sexta-feira (15) da semana passada, foi feita a organização das ações de atendimento rápido com apoio de demais órgãos municipais, como a SAS (Secretaria de Assistência Social) e Subsecretaria de Articulação Social e Assuntos Comunitários.

“É importante destacar o trabalho de prontidão da equipe técnica de engenheiros e arquitetos, além das equipes do social e servidores de todos os setores da Agência, como Recursos Humanos, Financeiro e Administrativo, que atuaram tanto a campo para agilizar as entregas, quanto no suporte virtual”, reitera Douglas Torres.

A assistente social da Amhasf, Julienne de Araújo Ruiz, explica que o trabalho social ocorreu conforme a situação de vulnerabilidade das famílias atendidas. “Verificamos as necessidades de cada família para auxiliar nos reparos dos danos causados na semana passada, e também em conteção do que pode vir hoje”, considerou.

Recomeço

Juliane Lopes da Silva, 35 anos, é mãe de 6 filhos. Moradora do José Teruel, ela afirma que os materiais vão ajudar bastante neste momento de previsão de chuvas. “Nós tiramos tudo o que foi quebrado para receber as telhas novas. Agradecemos demais o apoio da Prefeitura”.

Lilian Rabelo, 43 anos, mãe de 8 crianças, residente também no José Teruel, relembra que o temporal da semana passada foi responsável por destelhar a sua casa, enquanto ela estava na companhia dos filhos. “Quebrou também várias telhas, queimou a minha televisão por causa das chuvas e agora vamos poder cobrir para poder entrar. Agradeço por ter recebido as sete telhas e que Deus abençoe a todos da equipe de atendimento”.

Para a diretora-presidente da Amhasf, Maria Helena Bughi, este é um momento de união e mobilização da Agência “Contamos com o apoio de todos nesta ação, já que faz apenas uma semana que ocorreu os estragos da chuva passada e já enfrentamos a previsão de mais tempestades neste final de semana. O Plantão de Atendimento da Amhasf está disponível, em tempo integral, para socorrer as famílias, caso haja novos destelhamentos”, concluiu.

Balanço

Durante uma semana de ação, a Agência Municipal de Habitação empenhou recursos, recebeu doações e entregou cerca de 600 telhas de fibrocimento, entre outros materiais. A Amhasf também já autorizou a compra de mais 1000 telhas e o processo está na fase final de conclusão.

Em torno de 1000 atendimentos foram feitos pela Agência até o momento, entre vistorias de imóveis e entrega dos materiais de construção. A ação emergencial socorreu cerca de 5 mil pessoas, a maioria composta por mães, chefes de família, e muitas crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade.

Doações

A Prefeitura de Campo Grande está em campanha para arrecadar doações em prol da reconstrução das moradias de centenas de famílias. Nesse momento, a solidariedade de todos é importante. Quem puder fazer doações com materiais de construção ou em valores para aquisição desses itens, entre em contato pelo telefone da Agência Municipal de Habitação e Assuntos Fundiários (Amhasf): (67) 99350-1126.

Serviço

Para quem precisa do auxílio emergencial, basta entrar em contato com a Central de Atendimento da Amhasf: (67) 3314-3900 ou 67) 99350-1126.