Diagnóstico de queimadas urbanas é apresentado por Comitê na Câmara Municipal

Foto 05

Campo Grande, 04/07/2019 às 15:14

A campanha “Onde tem queimada, não tem saúde!”do Comitê Municipal de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais e Urbanos de Campo Grande foi apresentada nesta quarta-feira (4) na Câmara Municipal, durante a 40ª Sessão Ordinária, e visa promover a discussão junto à comunidade, otimizar a gestão, o monitoramento, a prevenção e o combate ao uso de fogo na vegetação na Capital.

Além das ações já realizadas no mês de junho, foi apresentado o diagnóstico atualizado da situação no primeiro semestre deste ano. Neste período, o Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso do Sul combateu 1.612 focos de incêndios na zona urbana, sendo o mês passado (junho) o mês mais crítico registrado (715 combates).

Com relação às denúncias protocoladas via Disque Denúncia (156 – Central de Atendimento ao Cidadão) foram constatadas 86 denúncias no período. O representante da Agência Municipal de Meio Ambiente e Planejamento Urbano (Planurb) no Comitê, Vinícius Zanardo, comentou sobre a relação das denúncias e a abrangência da campanha. “Desde a reativação em 2017 pela atual gestão, observamos que o número de denúncias protocoladas via 156 – Central do Cidadão aumentou ano a ano. Esse aumento é fruto das campanhas educativas realizadas pelo Comitê nas escolas da rede pública de ensino, nos contatos porta a porta e nos meios de comunicação”, destaca Vinícius.

Ao todo, 40 (quarenta) escolas da Rede Pública de Ensino receberão os membros do Comitê com a palestra educativa até setembro. Além disso, as informações para denúncia já estão inseridas nas contas de energia e água.

 

Rede Municipal de Sites e Serviços On-line de Campo Grande MS

http://www.campogrande.ms.gov.br/