Dia D contra o Sarampo chama a atenção de pais e responsáveis para a importância da vacinação

Campo Grande, 19/10/2019 às 11:18

Crianças de 06 meses a menores de 5 anos devem ser imunizadas.

Crianças de 06 meses a menores de 5 anos devem ser imunizadas.

Neste sábado (19) as salas de vacinação de todas as unidades básicas de saúde de Campo Grande  estarão abertas até às 17h  vacinando crianças de 6 meses a menores de 5 anos contra o Sarampo. A mobilização do Dia D da primeira etapa da campanha nacional de imunização contra a doença aconteceu durante a manhã na Unidade Básica de Saúde da Família (UBSF) do bairro Dom António Barbosa.

Durante a solenidade, o prefeito Marquinhos Trad  reforçou  o alerta aos pais e responsáveis sobre a importância manter a cobertura vacinal de suas crianças e pré-adolescentes em dia, mantendo em dia o cartão de vacinação especialmente quanto às vacinas obrigatórias no primeiro ano de vida.

“Neste momento fazemos um apelo para todos sobre a importância da imunização. Não podemos obrigar ninguém a se vacinar, mas fica o alerta. Ao Poder Público cabe disponibilizar meios e ofertar os serviços à população e, portanto, é preciso que haja consciência para evitar que nossas crianças venham a ser acometidas por doenças que, inclusive, podem ocasionar danos irreversíveis. E para evitar que isso aconteça a vacinação se faz necessária”, disse.

O diretor do Departamento de Imunização e Doenças Transmissíveis  do Ministério da Saúde, Julio Croda, elogiou a taxa de cobertura vacinal de Campo Grande que é superior a 95%, conforme preconiza o ministério,  o que deve assegurar, inclusive, um incentivo financeiro ao município. Atualmente a cobertura vacinal contra o sarampo na Capital é de 102%.

“O município de Campo Grande sempre fez o dever de casa e manteve os índices de cobertura superiores a 95%. Certamente agora não haverá dificuldades para se atingir a meta, porém os critérios deverão ser seguidos para que seja possível bons resultados não só para a tríplice viral, mas também para as demais vacinas”, pontuou.

Os gestores que alcançarem cobertura vacinal contra o sarampo de 90% a 94,9% para a primeira dose da tríplice viral, em crianças de até 12 meses, receberão 75% do incentivo federal. Já os municípios que atingirem cobertura igual ou superior a 95% para a primeira dose, em crianças de até 12 meses, receberão 100% do total do repasse. Metade do reforço financeiro (R$ 206 milhões), R$103 milhões, será repassado independente das metas, de acordo com o tamanho da população de cada município.

Os pais  ou responsáveis pelas crianças com menos de cinco anos e que não sabem confirmar se possuem ou não a segunda dose da vacina, devem ir até uma unidade de saúde básica ou da família da cidade com o cartão de vacinação nas mãos para confirmar a necessidade de uma revacinação.

Em uma segunda etapa, essa para pessoas entre 20 e 29 anos de idade, a imunização acontece entre 18 e 30 de novembro, sendo o último dia definido como a principal data para essa faixa etária.

As crianças entre seis meses e menores de um ano continuarão sendo imunizadas, conforme orientação do Ministério da Saúde e respeitando os locais referenciados para cada faixa de idade.

Além da vacinação contra o sarampo, as crianças que estiverem com doses pendentes e que os pais levaram o cartão de vacinação, terão a vacinação regularizada.

Cobertura 

cobertura vacinal do município de Campo Grande em relação a tríplice viral ( que previne os vírus da caxumba, sarampo e rubéola) é de 102%, ou seja, superior a meta de 95% preconizada pelo Ministério da Saúde, o equivalente a 7.044 pessoas. Isso significa que além de atender toda a população prevista no município, ainda houve vacinação de residentes em outras localidades.

Casos

Atualmente há 27 casos da doença notificados no município, sendo 22 descartados, 1 confirmado e 4 em investigação.

Rede Municipal de Sites e Serviços On-line de Campo Grande MS

http://www.campogrande.ms.gov.br/