Com seis novos itens, pais elogiam kit de material escolar

Campo Grande, 29/05/2017 às 14:35

Os kits de material escolar que começaram a ser entregues nas escolas da Rede Municipal de Ensino (Reme) estão sendo aprovados pelos pais dos alunos. Neste ano o kit tem como novidades o jogo de 12 cores de canetinha hidrográfica;  caixa de massa de modelar de seis cores; jogo de tinta guache, também com seis cores, pincel nº8 e caneta esferográfica na cor preta.

Assim como os uniformes, a qualidade dos kits escolares está sendo elogiada pelos pais, que ressaltam a importância do material, principalmente para quem não tem condições de comprar.

A salgadeira Beatriz Lourenço Cornélio, mãe de um aluno da Escola Municipal Senador Rachid Saldanha Derzi, chegou recentemente em Campo Grande. Ela veio de São Paulo e relatou a importância do material para o orçamento familiar. “De onde vim não recebíamos nem o uniforme. É importante porque nos ajuda a economizar”, ressaltou.

SONY DSC

A economia com o material também vai ajudar a dona de casa Rafaela da Silva Miranda, mãe da pequena Ágata Miranda Ortega. “Sem esse material não conseguiria manter minha filha o ano todo na escola, porque minha única fonte de renda é o Bolsa Família”, pontuou.

Para a dona de casa, a entrega dos kits de uniforme e material escolar representa respeito pela comunidade escolar. “O tecido do ano passado rasgava na primeira lavada. Estou satisfeita com a qualidade de tudo que foi entregue”, afirmou.

Apesar da idade, o pequeno Victor Vieira Belo, de 8 anos, também entende a economia que os kits entregues pela prefeitura representam para sua família. “Os cadernos são muito caros e minha mãe não poderia comprar e nem ficar repondo até o final do ano”, argumentou. Ele acredita que o caderno de 200 folhas será suficiente para ser usado até o final do ano.

A secretária municipal de Educação, Ilza Matheus, ressaltou que a licitação para a aquisição dos kits de 2018 será feita ainda este ano, garantindo que os alunos comecem o ano letivo com material e uniforme. “Sabemos da importância que essas ferramentas têm para os estudantes, principalmente no sentido de suprir uma necessidade de muitas famílias ,que não têm condições de adquirir o material básico necessário para o aprendizado do estudante”, justificou.

SONY DSC

A prefeitura realizou a compra dos materiais por adesão a ata de registro de preços do Fundo Nacional Para o Desenvolvimento da Educação (FNDE). O custo total da compra soma R$ 3.000.499,00, registrando economia de R$ 1,6 milhão, se comparado a do ano passado, de R$ 4.623.651,12 de gastos com os kits.

No kit do 6º ao 9º ano serão fornecidos apontador, borracha, caderno de desenho de 96 folhas, caderno universitário de 200 folhas, caneta esferográfica preta e vermelha, esquadro de 45º e 60º, lápis grafite, caixa de lápis de cor de 12 unidades, régua, tesoura sem ponta e transferidor de 180º. Já o kit da EJA é formado por apontador, borracha, caderno de desenho de 96 folhas, caderno universitário de 200 folhas, caneta esferográfica preta e vermelha, régua e lápis grafite.

A Semed aguarda a entrega dos kits do 1º ao 5º ano e para a Educação Infantil, que, juntos, são formados por agenda escolar, apontador, borracha, caderno de desenho, caderno brochura, giz de cera, caderno universitário, canetinha hidrográfica, lápis grafite, lápis de cor, pincel, massa para modelar, tesoura, canetas esferográficas (azul, preta e vermelha), tinta guache, cola branca, régua, esquadro de 45º e 60º e transferidor. No total, foram comprados 103 mil kits.