Com foco na cultura de paz, Semed retoma projeto com Guarda Municipal

Campo Grande, 21/02/2018 às 14:40

Lançado ano passado, por meio de parceria entre a Secretaria Municipal de Educação (Semed) e Secretaria Especial de Segurança e Defesa Social (Sesde), o projeto “Escola Segura com a Guarda Amiga” será retomado a partir de março nas escolas da Rede Municipal de Ensino (Reme), através de palestras que abordam temas como violência no ambiente escolar, combate ao bullying e uso de drogas.

A decisão foi tomada durante reunião nesta quarta-feira (21), entre a secretária municipal de Educação, Elza Fernandes, e o superintendente de Ações Preventivas ao Uso de Drogas, Ronnie Gonzaga. Durante o encontro foi feito um balanço das ações desenvolvidas em 2017 e um realinhamento do projeto, que a partir deste ano será permanente.

Criado pela Guarda Civil Municipal, por meio da Superintendência de Ações Preventivas ao Uso de Drogas, o programa prevê a aplicação de ações práticas nas escolas da Rede Municipal, com a prevenção e promoção de cultura de paz, além de ações de qualificação e treinamento de pessoal para atuação no ambiente escolar.

A secretária municipal de Educação, Elza Fernandes, acredita que as palestras vêm somar ao trabalho já desenvolvido na Reme e proporcionam um momento de reflexão e discussão dos temas abordados. “Essa parceria é muito importante porque fortalece as atividades que nossos professores já desenvolvem com os alunos. É preciso envolver toda a comunidade escolar para, juntos, enfrentarmos a criminalidade”, enfatizou a secretária.

Entre as ações, estão palestras voltadas aos alunos do Ensino Fundamental, que discutem os temas de forma transversal. A chefe do projeto, Mariza Alves de Souza Sobreira, explica que em 2017, em apenas dois meses, foram atendidos 1,7 mil alunos em mais de 30 escolas da Reme e que a meta em 2018 é triplicar esse número.

“A receptividade dos alunos foi ótima. Eles nos abordam também após as palestras para tirar dúvidas. Têm muito interesse nos temas e gostam de relatar experiências pessoais. As crianças também perguntam sobre como agir quando flagram algum tipo de ação suspeita próxima a escola”, ressaltou.

Para Ronnie Gonzaga, a implantação de uma cultura de paz nas escolas é a principal meta do projeto, além de humanizar a relação entre a Guarda Municipal e comunidade.  “Queremos quebrar o preconceito de que somos apenas uma força repressora e mostrar que somos parceiros da sociedade, buscando resolver os problemas juntos. Por isso, o projeto será permanente e não ocorrerá mais de forma temporária como antes”, disse.

Rede Municipal de Sites e Serviços On-line de Campo Grande MS

http://www.campogrande.ms.gov.br/