Mesmo na pandemia, Prefeitura atende cerca de 24 mil pessoas ao mês nos centros de referência