Com nova frente de obras, Prefeitura vai asfaltar mais sete ruas do Santa Luzia

Foto: Diogo Gonçalves

Campo Grande, 12/04/2021 às 15:12

Desde a semana passada estão em andamento os serviços de drenagem e terraplanagem na segunda frente de obras de infraestrutura no Bairro Santa Luzia. Com saldo de recursos da primeira etapa, será executada a pavimentação de sete ruas.

Segundo o secretário Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos, Rudi Fiorese, serão feitos 2,5 km de pavimentação abrangendo as ruas Flávio Pedra, Floripa Centurião de Lima, Emanoel Henrique de Paula, Santa Emília, Lucimar Martins Galvão, Mateus Henrique e Santa Emília.

Aínda neste ano será licitada a etapa B das obras de pavimentação do Santa Luzia. Está previsto investimento de   aproximadamente R$ 8 milhões para executar 4 km de asfalto no quadrilátero formado pelas ruas Antônio Moraes Ribeiro; São Mateus, Luciana e Júlio Cesar. Este perímetro que receberá asfalto inclui ainda as ruas São Lucas, São Bartolomeu, José Ribeiro Sá Carvalho, Sabino José da Costa, João Guimarães Rosa, Estevão de Mendonça, São Tiago e Dona Julia Serra.

O que já foi feito

Ano passado a Prefeitura pavimentou 21 ruas do Santa Luzia, que somam uma extensão de 10 quilômetros. Receberam asfalto as ruas São Benedito, São Carlos, São Gregório, Adolfo Barbosa, Flávio Pedra, Santa Ana, Santa Barbara/Marcílio Cardoso, Santa Cristina, Santa Efigênia, Santa Emília, Santa Gertrudes, Santa Isabel, Santa Madalena, Santa Marta, Santa Mônica, Santo Agostinho, Santo Anastácio, Santo André, Santo Onofre e Rua São Manoel.

Também foi feito o recapeamento nas ruas São Ramão, Dr Miguel Vieira Ferreira e a Rua Santa Rosa que também receberá novo pavimento.

Longa espera

A pavimentação do Santa Luzia era esperada pela comunidade há 40 anos e chegou a ser iniciada em 2017, mas foi interrompida porque a empresa vencedora da primeira licitação pediu rescisão do contrato. Foi necessário atualizar as planilhas e fazer uma nova concorrência. O bairro recebeu rede de esgoto, calçadas, sinalização horizontal e vertical.

Para contenção e controle de enchentes foi feito um piscinão numa área de 5 mil metros entre as ruas Flávio Pedra e Santa Isabel. A bacia de retenção foi projetada para receber 24 milhões de litros de água, captados por quase 4 quilômetros de drenagem construídos. Esta estrutura vai retardar a chegada da enxurrada que hoje desce da parte alta do bairro.