Desde a década de 70, com destaque para a realização da 1ª Conferência Mundial sobre a Situação da Mulher (1975), a temática de gênero passou a ser inserida nas diversas frentes de governo, surgindo espaços de atenção e discussão acerca da mulher. No Brasil, houve a orientação para criação de organismos de políticas para as mulheres assim definidos: “São órgãos executores da gestão de políticas públicas voltadas para garantir direitos, promover a igualdade e incorporar as mulheres como sujeitos políticos. Integram a estrutura administrativa do poder executivo das esferas governamentais federal, distrital, estadual e municipal. Têm por responsabilidade articular, elaborar, coordenar, organizar e implementar as políticas públicas para as mulheres nos municípios e nos estados.” (fonte: Guia para criação e implementação de organismos governamentais de políticas para as mulheres – OPM).

Nessa perspectiva, Mato Grosso do Sul, se antecipando, foi o primeiro estado da federação a criar a primeira OPM – Coordenadoria Especial de Políticas Públicas para as Mulheres, em 1999. Na esfera federal, em 2003, foi criada a Secretaria Nacional de Políticas Públicas para as Mulheres e, em Campo Grande, a Coordenadoria Municipal de Políticas Públicas para as Mulheres, no ano de 2005.

Rede Municipal de Sites e Serviços On-line de Campo Grande MS

http://www.campogrande.ms.gov.br/