PREFEITURA REALIZA EVENTO PARA APRESENTAR ATIVIDADE DA APICULTURA A PEQUENOS PRODUTORES

IMG_1130-768x432 (1) Foto: Foto: Diogo Gonçalves

Campo Grande, 04/12/2018 às 08:11

Com objetivo de aproximar técnicos e produtores, visando discutir a alternativa da apicultura como geração de renda, bem como mostrar caminhos para a concretização da expansão da atividade no município, a Prefeitura Municipal de Campo Grande por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia (Sedesc) realizou nesta terça-feira (27), um evento para debater o tema apicultura.

Realizado na Incubadora Municipal Norman Edward Hanson (Bairro Santa Emília), o encontro técnico contou com presença de IMG_1128produtores da agricultura familiar interessados em iniciar trabalho com apicultura.

A apicultura pode ser uma significativa alternativa de renda para pequenos agricultores e os agricultores familiares, visto que não é necessário grandes áreas de terra para sua criação.

Para o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, Abrahão Malulei Neto, esse evento abre portas para que os pequenos agricultores possam conhecer melhor a apicultura e suas oportunidades por melhores condições de vida, novas formas de geração de renda.

“Os eventos realizados pela Sedesc estão fortalecendo o meio rural de Campo Grande com o desenvolvimento agrário, e as oportunidades estão aqui, em ambientes como esses que as incubadoras municipais oferecem. Estamos projetando para os próximos meses um fortalecimento ainda maior das incubadoras com objetivo de atender os empreendedores que buscam novas oportunidades de negócios”, afirmou Malulei.

Wilson Miranda, pequeno produtor do Assentamento Paraíso, é um exemplo de sucesso na exploração de apicultura. Miranda atuava apenas como pecuarista, mas decidiu ingressar também no setor da apicultura em busca de novas oportunidades de IMG_1108negócio.

“Iniciamos nossa caminhada participando de cursos de qualificação em apicultura, ouvindo experiências de antigos produtores. Hoje temos um pequeno grupo no assentamento que já está produzindo mel, havendo um bom incremento na nossa renda”, explica Wilson Mirando, fazendo questão de enaltecer o apoio do produtor Adriano Adames de Souza, incubado na Incubadora Municipal Norman Edwards Hanson. “O Adriano tem sido fundamental nesse trabalho porque vem dele as orientações que precisamos para permanecer no negócio”, concluiu.

Adriano Adames de Souza, incubado na Norman Hanson, é atualmente um dos maiores produtores de mel no município. Seu trabalho é reconhecidamente um case de sucesso e Adriano é um fornecedor de orientações para novos apicultores.IMG_1146

“Estamos aqui hoje focando os pequenos produtores da agricultura familiar. Queremos mostrar pra eles que é possível aumentar a fonte de renda sem aumentar muito as despesas, melhorando a qualidade de vida no próprio meio rural”, explicou Adriano. Ele contou também sobre um projeto que está desenvolvendo em parceria com a Prefeitura Municipal. “Trata-se do SOS Abelhas, um projeto que pretende resgatar os enxames da área urbana da cidade, organizar e entregar aos pequenos produtores para que eles melhorem sua fonte de renda”, explicou Adames.

Edna Antonelli, assessora de tecnologia da Sedesc, destacou a importância da participação do Adriano Adames no evento e seu trabalho como incubado. “O Adriano está incubado há bastante tempo com a gente e tem um mercado muito bom. Ele tem uma roupa que ele mesmo criou e está patenteada, para que o apicultor possa fazer a coleta do mel sem qualquer perigo de ser picado”.

Edna Antonelli explicou também que essa será a primeira fase da criação de uma cadeia do mel que está sendo preparada pela IMG_1201Sedesc. “Com o SOS Abelhas o Adriano vai coletar as colméias e orientar os pequenos agricultores. A produção futura poderá ser vendida inteiramente para o Adriano ou, se o produtor preferir, trazida para a Incubadora Norman Hanson onde será processada de forma terceirizada. Nossa intenção também, nesta segunda hipótese, é criar um rótulo especial para que os pequenos produtores possam comercializar o mel de forma independente”, concluiu. Esse rótulo será produzido em parceria com o Sebrae, com 70% de subsídio.

Visão de Negócio

Além da renda especifica da atividade, a apicultura potencializa a produção agrícola, por serem as abelhas os principais polinizadores de várias culturas, contribuindo assim para o aumento da produtividade das mesmas. A exploração da abelha melífera é considerada uma atividade que possui facilidade de execução, com grandes possibilidades de comercialização. Além disso, a criação de abelhas não necessita de cuidados diários, permitindo aos apicultores consorciar esta atividade com outras, fazendo da apicultura uma fonte alternativa de renda.

Rede Municipal de Sites e Serviços On-line de Campo Grande MS

http://www.campogrande.ms.gov.br/