Pesquisa sobre intenção de compra do Dia dos Pais é de 61% na capital

Campo Grande, 06/08/2020 às 17:20

O PROCON Campo Grande realizou pesquisa quantitativa em Campo Grande – MS, entre os dias 31/07 e 05/08/2020, onde entrevistou 100 (cem) consumidores, via telefone e aplicativo de mensagens, devido a pandemia de Covid-19.
Na parte qualitativa, foram entrevistados consumidores maiores de dezoito anos. Os dados pesquisados serão arredondados facilitando a interpretação na visualização dos gráficos.
O questionário foi composto por 11 (onze) questões de múltipla escolha, sendo que algumas questões obtiveram duas ou mais respostas.

Foram elaborados gráficos para exemplificar a pesquisa.
Para o Dia dos Pais de 2020, 61% (sessenta e um por cento) dos consumidores têm a intenção de gastar menos que no ano passado, enquanto 28% pretendem comprar presentes no mesmo valor e por fim, 11% dos entrevistados planejam gastar mais em relação ao ano de 2019.

Os entrevistados também foram questionados sobre quais produtos comprarão para presentear os pais. Os produtos mais populares entre quem irá presentear são roupas, perfumes e acessórios (cintos, relógios, óculos, entre outros), enquanto os menos populares são livros, eletrônicos e bebidas.

É perceptível a variação do poder de compra do consumidor Campo-grandense nos cenários com pandemia e sem pandemia. No cenário com pandemia 61% dos consumidores afirmaram que comprarão presentes de até R$ 100,00 (Cem reais) enquanto no cenário sem pandemia somente 18%) afirmaram que comprariam presente de até R$ 100,00 (cem reais).

A disparidade também fica clara nas outras faixas de preço propostas aos entrevistados:

  • Queda de 46,6% nas faixas de preço entre R$ 100,00 (cem reais) e R$ 200,00 (duzentos reais);
  • Queda de 65,4% nas faixas de preço entre R$ 200,00 (duzentos reais) e R$ 500,00 (quinhentos reais);
  • Nenhum entrevistado afirmou que compraria presente acima de R$ 500,00 (quinhentos reais) no cenário pandêmico, enquanto 2% afirmaram que comprariam presentes nessa faixa de preço no cenário sem pandemia.

 

Através de análise dos dados supracitados, pode-se afirmar que a pandemia COVID-19 diminuiu o poder de compra dos consumidores, refletindo no valor que será gasto com presentes.