Projeto Sóter

Programa de Recuperação das Áreas Degradadas e de Preservação do Córrego Sóter

Programa de Recuperação das Áreas Degradadas e de Preservação do Córrego Sóter

Unidade Executora do Programa – UEP

Tem como objetivo o desenvolvimento das atividades de coordenação-geral do programa, controle, acompanhamento e avaliação da execução do Projeto Sóter, além do gerenciamento fisico, financeiro e contábil do Contrato de empréstimo BR-06/2002, firmado entre o Município de Campo Grande e o Fundo Financeiro para o Desenvolvimento da Bacia do Prata – FONPLATA.

Propósito

Ampliar e melhorar a qualidade de vida e habitabilidade da população residente em moradias precárias e insalubres localizadas às margens dos Córregos Sóter e Pindaré, para reassentá-la em regiões saneadas próximas ao local ocupado; Proporcionar habitações de bom padrão, servida de infra-estrutura básica, equipamento comunitário e serviços públicos à população removida; Recuperar o ecossistema para a manutenção do equilíbrio ecológico na bacia hidrográfica do Córrego Sóter; Reconstituir a vegetação ciliar e conter os processos erosivos ao longo do Córrego Sóter; Recuperar, controlar e estabilizar a voçoroca na nascente do córrego, através da recomposição da vegetação visando à conservação do solo; Implantar parque ecológico voltado à educação ambiental, dotado de infra-estrutura para a prática de atividades de recreação e lazer para a população da área de influência. O Projeto Sóter promove a qualificação do espaço urbano com intervenções diretas na área, tais como: a remoção de oitenta e oito famílias que residiam em moradias precárias, insalubres e sem infra-estrutura urbana e o reassentamento dessas famílias em área com infra-estrutura completa, equipamentos urbanos e comunitários. A proximidade do local reassentado com a área de remoção foi de grande relevância para minimizar o impacto social e cultural. Contemplou-se também a contenção do processo erosivo na cabeceira do córrego através de revegetação das encostas; construção de um parque municipal de 23 ha para atividades de lazer e de educação ambiental e de um parque linear de 15 ha com revegetação das margens do curso d’água; implantação de sistema viário composto por vias para circulação de veículos, vias de circulação para pedestres e ciclovia. A infra-estrutura implantada e a correção geral das situações de risco elevaram o assentamento subnormal à condição de bairro, possibilitando a melhoria da qualidade de vida dos cidadãos.

Participação Comunitária

A implementação das ações do Projeto de Desenvolvimento Social – Participação Comunitária se concentraram em ações educativas, preventivas e orientativas, nas áreas sanitária, ambiental e de saúde pública, tendo como premissa básica favorecer a participação responsável da comunidade nas melhorias implantadas, facilitando a instituição de hábitos correlatos.

Finalidade

Melhorar a qualidade de vida da população de Campo Grande, através da recuperação ambiental da micro-bacia do Córrego Sóter e da integração urbanística das áreas do entorno.

Rede Municipal de Sites e Serviços On-line de Campo Grande MS

http://www.campogrande.ms.gov.br/