As ações de reestruturação do SERVIMED começam a ser implementadas.

Campo Grande, 11/11/2019 às 08:28

O uso de tecnologias é componente importante nos dias de hoje e facilita a
vida do cidadão. Na sociedade atual, a globalização, a interatividade, a
interconectividade e a mobilidade são características que não podem ser
ignoradas. Buscando uma gestão eficiente e tecnológica, o SERVIMED dá
andamento ações voltadas à modernização de sua estrutura.

A reestruturação do espaço físico e a implantação de novos setores voltados
para o melhor atendimento aos usuários, aliado ao novo sistema de informática
para a Gestão do SERVIMED permitirão maior comodidade, celeridade e
satisfação para os beneficiários. Outra ação importante, é a revisão nas
normas que regulamentam os serviços e a disponibilização de informativos e
manuais de uso para os servidores.

“O IMPCG possui um sistema obsoleto de gestão dos serviços. O programa de
informática que é utilizado tem ferramentas restritas e causa inúmeros
transtornos. Para se ter uma ideia, o controle das contribuições é realizado no
sistema em DOS, que é aquela tela preta e letrinhas verdes. Isso causa muitos
problemas, porque inexplicavelmente deixa de efetuar os descontos das
contribuições dos servidores e bloqueia o acesso aos serviços”, afirma Camilla
Nascimento de Oliveira, Presidente do IMPCG.

Em parceria com a AGETEC, o IMPCG elaborou o projeto para contratação de
um novo sistema, mais moderno, com mais funcionalidades e que permitirá
aos usuários ter melhor acesso aos serviços. “Estamos aguardando a DICOM
realizar o processo de licitação”, ressalta Camilla.

Uma ação simples e que há muito tempo os servidores reclamam, é a
carteirinha do SERVIMED. “Conseguimos colocar em prática a emissão do
Cartão Saúde em material mais durável e com melhor apresentação. Aqueles
que estão vencendo já estão sendo emitidos em cartão PVC. Assim que
implantar o novo sistema, todos os Cartão-Saúde serão substituídos e,
inclusive, passarão a ter tarjas magnéticas”, comenta Elza Pereira da Silva,
Diretora Geral de Administração e Finanças.

O SERVIMED tem encontrado inúmeras dificuldades, especialmente
financeiras. A nova lei de reestruturação, que alterou as alíquotas e as medidas
que estão em andamento, são necessárias para a continuidade do serviço. O
objetivo é garantir o atendimento e melhorar cada vez mais.