Orla Morena

Inaugurada no dia 23 de dezembro de 2010, a Orla Morena, que vai da Avenida Júlio de Castilhos até a Rua Plutão, no Jardim Cabreúva, em Campo Grande, transformou a região e virou o coração do convívio e socialização entre os moradores. Os trilhos deram lugar a 2,5 quilômetros de cultura, esporte e entretenimento.

A Orla ocupa o canteiro que divide as duas pistas da avenida Noroeste, local por onde passavam os trens da Noroeste do Brasil. Com pistas de caminhadas, skate, quadras de esportes, feira e ciclovia, teatro de arena com arquibancada, o parque linear abriga a população de toda a cidade, de diferentes idades e de gostos.

Ponto de encontro dos jovens da região e de bairros distantes também, qualquer hora na Orla Morena tem gente no parque, seja fazendo ginástica, correndo e conversando.

Orla morena Laurenio

 

Pontos da Orla

O Largo dos Esportes, estrategicamente localizado junto a Escola Estadual Maria Constança de Barros teve sua implantação viabilizada com a desapropriação de duas áreas que originaram o único espaço com possibilidade de abrigar este tipo de atividade.

O Largo do Mirante se caracteriza como principal atrativo do complexo e foi equipado com bancos, pérgolas, relógio de sol analemático e tratamento paisagístico. O Largo das Árvores consolida o uso atual deste setor onde a rara concentração de árvores existentes de grande porte cria uma confortável área de sombra.

O Largo da Feira é um espaço de múltiplo uso, com dimensões, pavimentação, paisagismo e o mobiliário urbano necessário a uma ambientação apropriada para a montagem de eventos e da feira livre que tradicionalmente ali se realiza. Junto a ele foi projetado um pequeno teatro de arena, cujo palco elevado cria a possibilidade de uso diversificado.

Foram mantidos quatro segmentos originais dos trilhos, esses abraçados pela ciclovia e pela pista de caminhada que, com a implantação de bancos, formam o remanso das Estações de Descanso no centro e nas extremidades do parque, com a finalidade de preservar a memória e o valor histórico e cultural da ferrovia.