Seminário sobre a BNCC valoriza trabalho de profissionais da Reme

DSC_6397

Campo Grande, 23/08/2019 às 11:33

As experiências pedagógicas realizadas com alunos da Educação Infantil da Rede Municipal de Ensino (Reme) estão sendo compartilhadas nesta sexta-feira (23), durante o seminário “A BNCC e o currículo da Educação Infantil”, que acontece no auditório da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul. Durante o evento, seis profissionais da Reme irão relatar e trocar  experiências com base nos trabalhos desenvolvidos em sala de aula, com turmas da Educação Infantil.

O objetivo é valorizar as ações pedagógicas das equipes e relatar as atividades que obtiveram sucesso ao levar o aluno a compreender o conteúdo. Irão apresentar relatos a diretora Ana Cristina Dorsa, as coordenadoras pedagógicas, Erika Toshiê Reis Kassawara Herdade e Vilauta Teodoro da Silva, além das professoras Maraísa Ortega Ribeiro, Laressa  Cintra de  Almeida e Danielle  Nogueira de Carvalho.

DSC_6408A secretária municipal de Educação, Elza Fernandes, falou sobre o trabalho realizado nas unidades da Reme e destacou o empenho dos profissionais. “Estamos sempre buscando o melhor para nossos alunos. Este tema sempre gera polêmicas entre gestores e professores, por isso promover um seminário para discutir a Base Nacional Comum Curricular é importante para ampliarmos a compreensão”, afirmou.

Organizado pela Superintendência das Políticas Educacionais da Reme, por meio da Gerência da Educação Infantil, o seminário vai debater e refletir sobre as questões relativas a Base Nacional Comum Curricular e a organização do currículo na Educação Infantil.

A professora Danielle Carvalho, que irá relatar uma experiência desenvolvida na Pré Escola sobre bactérias, acredita que trocar experiências é fundamental para a evolução do trabalho desenvolvido. “Teremos a junção da teoria e da prática no evento, o que é importante porque o que queremos é ter a criança como protagonista do seu conhecimento”, afirmou.

Ela disse que a troca de ideias com os colegas contribui com os acertos em sala de aula. “Decidi realizar a experiência porque as leituras que estava fazendo tentando alertar sobre os perigos de colocar as mãos sujas na boca não estavam surtindo efeito, por isso quis mostrar, na prática, como as bactérias se desenvolvem nos alimentos e se comportam em nosso organismo”, explicou.

Os alunos acompanharam todas as fases de evolução do experimento, que foi complementado com músicas e textos sobre higiene.

DSC_6438Teoria

O seminário também contou com a palestra da professora doutora da UFMS, Fabiany de Castro Tavares Silva, que falou sobre “Conhecimentos em disputa na Base Comum Curricular no campo da Educação Infantil”. A professora ressaltou a necessidade de uma discussão curricular da Educação Infantil, relacionada a  campos de experiência e conhecimentos. “Antes esse debate era mediado por práticas e leituras de infância que precisam ser articuladas de forma diferenciada”, afirmou.

A professora também destacou a iniciativa da Reme em oferecer estudos e formações sobre a BNCC desde o primeiro ano da gestão. “Parto do principio de que o indivíduo para mudar sua dinâmica em sala de aula e para que faça uma educação de qualidade, precisa exercitar o estudo. Se não for dessa forma, não tem modificação. Espero que surjam novas prática e novos olhares com esse seminário”, pontuou.

Rede Municipal de Sites e Serviços On-line de Campo Grande MS

http://www.campogrande.ms.gov.br/