Programa Córrego Limpo monitora qualidade da água e combate lançamento clandestino de esgoto nos córregos

Córrego limpo (1)

Campo Grande, 22/03/2019 às 15:38

Campo Grande é uma cidade privilegiada pela natureza onde pode ser encontrada grande quantidade de peixes, quelônios (cágados), capivaras e diversas espécies de aves. E para garantir essa característica, a Prefeitura de Campo Grande faz um constante monitoramento e fiscalização daquilo que é essencial à vida, as águas do rio e dos córregos presentes em nossa cidade. Neste dia 22 de Março, celebrado o Dia Mundial da Água, a Prefeitura divulga dos dados do programa Córrego Limpo.

Córrego limpo (3)O programa Córrego Limpo atua como uma rede de monitoramento da qualidade das águas superficiais do meio urbano e fiscalizando a rede pública coletora de esgoto para que não haja ligações clandestinas. O monitoramento ocorre em 81 pontos onde são coletas amostras da água e encaminhadas para analise laboratorial. As coletas ocorrem em nove microbacias de Campo Grande. Os córregos monitorados são: Segredo, Cascudo, Maracajú, Prosa, Sóter, Vendas, Bandeira, Portinho Pache, Cabaça, Bálsamo, Lagoa, Buriti, Imbiruçu, Serradinho, Lageado, Estribo, Poção, Botas, Pedregulho, Coqueiro, São Julião, Formiga e Rio Anhanduí.

As amostras são coletadas trimestralmente e divulgadas por meio de relatórios anuais no site da Semadur. Os resultados são apresentados através de tabelas, gráficos e mapas, separados por microbacia hidrográfica e seus córregos componentes. Os dados, do último trimestre de 2018, apontam que dos 81 pontos de monitoramento, em 68% dos pontos a qualidade da água foi considerada boa, em 25% dos pontos regular e em 7% dos pontos ruim. E em 2019 os pontos de monitoramento serão ampliados para 83.

As ações do Programa são realizadas em toda a cidade e incluem fiscalizações para atendimento de denúncias relacionadas aos imóveis de regiões que possuem rede coletora de esgoto e não estão conectados ou aqueles que indevidamente possam realizar o lançamento de água servida e/ou esgoto no logradouro, ligações clandestinas do esgoto de residências na galeria de águas pluviais ou diretamente nos córregos que podem alterar a qualidade dos corpos d’água. Essas vistorias visam coibir o lançamento indevido de poluentes nos córregos e rio da cidade.

Córrego limpo1 - CópiaEsses dados revelam que, as ações contribuíram para a melhoria da qualidade da água dos córregos. Desde a implantação do Programa Córrego Limpo foram realizadas mais de 12 mil vistorias. Atualmente a equipe atua na fiscalização da região da Bacia do Bálsamo, a próxima região que receberá as ações do programa é a Bacia do Segredo.

O secretário municipal de Meio Ambiente e Gestão Urbana, Luís Eduardo Costa, salienta a relevância do programa “A partir do monitoramente da qualidade das águas e das fiscalizações notamos a melhoria nos índices de qualidade e inclusive é observado pela população uma maior quantidade de peixes, cágados e até mesmo aves no meio urbano que encontram alimento em maior quantidade. As ações também refletem na saúde da população pois a água servida lançada nas ruas e o esgoto se não receberem o tratamento adequado, contaminam o meio ambiente e prejudicam a saúde pública”.

O Programa é realizado pela Prefeitura, por intermédio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Gestão Urbana (Semadur) através de convênio com a empresa concessionária Águas Guariroba e teve início em 2009.

Rede Municipal de Sites e Serviços On-line de Campo Grande MS

http://www.campogrande.ms.gov.br/