Prefeitura investe em cultura, esporte e lazer e leva mais qualidade de vida para as pessoas

Campo Grande, 18/10/2021 às 08:11

Assegurar uma vida saudável e promover o bem-estar para todos, em todas as idades, é um dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Agenda 2030, que a Prefeitura de Campo Grande vem trabalhando para atingir. Diversas ações nas áreas de cultura, esporte e lazer foram promovidas nos últimos anos. Muitas outras estão planejadas como a modernização, ampliação e recuperação do Espaço Esportivo da Lagoa Itatiaia, no Bairro Tiradentes; a construção da área pública de esporte e lazer no Distrito de Anhanduí, a revitalização do Parque Assaf Trad, a criação de uma Rota de Turismo Ciclístico no Distrito de Rochedinho e a criação de um Calendário Anual de Eventos Turísticos.

Os projetos vêm ao encontro de ações que já são realizadas, como o Movimenta Campo Grande que beneficiou cerca de 20 mil campo-grandenses diretamente com oficinas gratuitas de Zumba, FitDance, pilates, atletismo, natação, judô e outras mais de 50 modalidades esportivas. Os agentes sociais atendem nas sete regiões do município, distribuídos em 78 locais.

Marilene Castro de Sá é uma das usuárias do programa. Há mais de três anos ela faz pilates e musculação no Parque Ayrton Senna. “Quando soube do projeto, me inscrevi. Sempre gostei muito de me exercitar. Minha vida inteira pratiquei algum esporte, desde ginástica dança… Ai, quando soube que tinha pertinho de casa e sem custo algum, me inscrevi e comecei as aulas. Foi muito rápido e simples todo o processo”, conta.

Para se ter uma ideia da importância do incentivo, já foram entregues 59 unidades de Academias ao Ar Livre, sendo 15 intergeracionais, que atende desde crianças, deficientes físicos e idosos, em toda a Capital.

“Só neste ano, os moradores dos bairros Parque dos Girassóis, Comunidade Saraiva e Tia Eva, Mata do Jacinto e Nova Bahia receberam um novo local para praticar atividades físicas. Outras reformas aconteceram no bairro São Bento e Rita Vieira”, conta Claudinho Serra, diretor-presidente da Funesp.

Quem sonha em ser um atleta também terá incentivo. Com o plano inédito do Fundo Municipal de Esporte e Lazer, com investimento de R$ 1 milhão, projetos sociais darão apoio a atletas de alto rendimento e aos amadores. Na última semana, a Fundação Municipal de Esporte (Funesp), iniciou o chamamento público de entidades dispostas a firmar parcerias e receber investimentos de até R$ 200 mil para a recuperação de estruturas e espaços físicos.

Ainda em 2021, acontece no mês de outubro o 1° Jogos Eletrônicos Campo-Grandenses, 14° Jogos dos Servidores Públicos Municipais, 42° Jogos Abertos e 1° Open Copa Campo Grande de Beach Tênis.

Turismo

A Rota de Turismo Ciclístico já está em andamento e será realizada em parceria com o Firebikers Team. A ideia desse projeto é que sejam criadas rotas dentro do Estado e uma rota que pegue várias cidades da Rota dos Ipês e Rochedinho entra no circuito.

Cinco outros projetos serão promovidos, por meio do edital Reviva Mais Turismo, que vai destinar mais de meio milhão de reais para a movimentação do fluxo de eventos turísticos em Campo Grande. Foram selecionados no edital: Correndo pela História, Festivais de Valorização da Gastronomia de MS, 1º Encontro das Engenharias e Agronomia de MS, Maturidade Expo e Festival de Carnes.

O secretário municipal de Cultura e Turismo, Max Freitas, lembrou que o projeto mostra toda a potencialidade da nossa Capital e como é importante que o poder público incentive a promoção local, movimentando assim o comércio, a hotelaria e a gastronomia regional.

“Fomos incluídos no projeto-piloto do Ministério do Turismo de Destinos Turísticos Inteligentes (DTI), o que está em total alinhamento com o que buscamos junto ao lançamento do Reviva Mais Turismo”, destacou.

O primeiro evento a ocorrer foi o Festival de Carnes, que já movimentou a cidade neste fim de semana, entre os dias 8 a 10 de outubro. Marcia Marinha, organizadora do evento, conta que o objetivo foi reunir e ampliar nossas características culturais e sociais, fomentando o churrasco como principal protagonista da produção econômica, gastronômica e cultural do nosso estado.

“Além disso, o objetivo foi divulgar os negócios regionais, além do intercâmbio cultural. O festival visou promover novos conhecimentos, contatos e experiências culinárias. Vimos pelo sucesso do evento que ele será um divisor de águas desse mercado – do churrasco – aqui no estado. Todos adoraram. A iniciativa da Prefeitura em nos apoiar foi o grande diferencial”, finalizou Márcia, pontuando que cada dia do evento passaram mais de 1 mil pessoas no local.