Prefeitura é parceira de Campanha Estadual do Combate ao Feminicídio

Campo Grande, 27/05/2019 às 17:53

A Prefeitura de Campo Grande, por meio da Subsecretaria de Políticas para a Mulher, é parceira da Campanha Estadual de Combate ao Feminicídio, que foi lançada nesta segunda-feira (27) pelo Governo de Mato Grosso do Sul.

Para organizar a agenda de eventos que contemplam as ações foi criado o Comitê Estadual de Combate ao Feminicídio, do qual faz parte a subsecretária de Políticas para Mulher de Campo Grande, Carla Stephanini.

“Extremamente significativa essa campanha de combate ao feminicídio em um ano que vemos um número preocupante de morte de mulheres, já que nestes primeiros meses já foram mortas 16 mulheres, 12 no interior e 4 em Campo Grande, além dos feminicídios tentados que também foram elevados”, afirmou.caminhadawhats

Dentre os eventos principais para chamar a atenção do público, sensibilizar e conscientizar toda a sociedade de que a violência sofrida pelas mulheres muitas das vezes leva à morte violenta, será realizada uma caminhada com a madrinha da campanha, a modelo e atriz Luiza Brunet.

A secretária reforça a importância da participação da modelo, que é de Mato Grosso do Sul, e é uma inspiração para muitos, por ter tido a coragem de denunciar a violência sofrida, para que mulheres de diferentes classes econômicas e sociais possam ser sentir motivadas a denunciar também.

Haverá ainda entre os dia 1º a 7 de junho ações como palestras, panfletagens, eventos e debates para discutir o feminicídio como a maior violação dos direitos humanos contra as mulheres.

A meta da campanha é que a divulgação se multiplique e que as pessoas abracem a causa, levando informação a todos os cantos do Estado, desconstruindo assim a cultura machista e patriarcal existente em nossa sociedade.

Coletiva de Imprensa

Na véspera da caminhada, a modelo irá conhecer os serviços prestados pela Casa da Mulher Brasileira e conceder uma entrevista coletiva à imprensa, às 14h00.

Dia 1º de junho, Dia Estadual de Combate ao Feminicídio

A data rememora a morte da jovem Isis Caroline, ocorrida por estrangulamento no dia 1º de junho de 2015 e registrada como primeiro feminicídio do Estado. Isis tinha 21 anos e havia se mudado do interior para Campo Grande para fugir do ex-companheiro, que inclusive tinha sido denunciado e preso por violência doméstica pelos crimes de estupro e cárcere privado no ano de 2014. O assassino foi preso e condenado a 26 anos de prisão em regime fechado. A vítima deixou duas filhas pequenas, que estão sendo criadas pela avó materna.

A lei estadual de nº 5.202 de 30 de maio de 2018, instituiu o “Dia Estadual de Combate ao Feminicídio” e a “Semana Estadual de Combate ao Feminicídio”, a serem lembrados no dia 1º de junho de cada ano.

 

(Com informações do Governo do Estado)

Rede Municipal de Sites e Serviços On-line de Campo Grande MS

http://www.campogrande.ms.gov.br/