Coleta de lixo e outros serviços essenciais serão mantidos durante quarentena

Campo Grande, 23/03/2020 às 09:35

Está em vigor a partir desta segunda-feira e se estenderá por 15 dias, até 6 de abril, a suspensão das atividades da construção civil e de uma série de serviços, alguns de responsabilidade do poder público, previstas no decreto 14.208 assinado no último sábado (21), que integram o conjunto de medidas temporárias necessários para o enfrentamento da emergência em saúde púbica decorrente da pandemia do novo coronavírus.

Segundo o secretário municipal de Infraestrutura e Serviços Púbicos, Rudi Fiorese, o decreto não abrange a coleta de lixo, serviços essenciais como o abastecimento de água, esgotamento sanitário, energia elétrica, telefone e internet, que continuarão funcionando normalmente.

“A Sisep vai concluir a retirada do material deixado na área de descarte da região urbana do Prosa, onde foi desenvolvida a ação contra a dengue. Além disso, equipes ficarão prontidão para qualquer emergência e garantir a desobstrução de vias públicas, garantir a segurança da população, em caso de temporal, por exemplo”, cita o secretário.

Estão suspensas todas as obras públicas, serviços de tapa buraco, manutenção de vias não pavimentadas, drenagem, capina, roçada, pintura de meio-fio, limpeza de parques dentre outros logradouros públicos.

Nesta segunda-feira uma força-tarefa, integrada pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Gestão Urbana, Guarda Civil Metropolitana e Vigilância Sanitária, deve percorrer os canteiros para verificar o cumprimento do decreto.

Segundo o secretário municipal de Meio Ambiente e Gestão Urbana, Luís Eduardo Costa, estas medidas restritivas são necessárias para conter a circulação e aglomeração de pessoas “Passamos por um momento delicado, precisamos ter consciência quanta nossa responsabilidade para o enfrentamento no combate ao Coronavírus. Os profissionais da área da construção civil também devem estar atentos e prezando pela saúde pública”. reitera.