Avistar Campo Grande acontece de 23 a 25 na Capital

IMG_8360 (Copy) Foto: Diogo Gonçalves

Campo Grande, 23/11/2018 às 21:25

Acontece em Campo Grande, nos dias 23, 24 e 25, a  13ª edição da maior feira de observação de aves da América Latina (Avistar), no Museu das Culturas Dom Bosco, localizado no Parque das Nações Indígenas, uma das maiores áreas verdes situadas dentro de um centro urbano do mundo.

IMG_8402 (Copy)A cerimônia de abertura aconteceu na noite desta sexta-feira (23), com a presença do prefeito Marquinhos Trad e da secretaria Municipal de Cultura e Turismo Nilde Brun.

O prefeito Marquinhos Trad destaca que Campo Grande é uma das capitais mais arborizada do pais e conta com mais de 350 espécies diferentes de aves.

“Campo Grande já é reconhecida como a Capital do Turismo de Observação de Aves, para isso estamos fazendo este evento pela primeira vez em nossa Capital. Agradeço a nossa equipe de trabalho e aos parceiros que nós ajudaram a organizar este evento o Avistar Campo Grande”, disse Marquinhos.

A secretária Municipal de Cultura e Turismo, Nilde Brun lembra que o evento movimentará a cidade em diversos aspectos, uma vez que trará para a Capital de observadores de aves, profissionais do trade, ambientalistas, estudantes, pesquisadores entre outros.

“Somente neste ano, mais de 20 mil visitantes passaram por Campo Grande, para o próximo ano, a Sectur espera dobrar o número de turistas. Para isso, vem trabalhando com o turismo gastronômico, turismo rural, turismo cultural e o turismo ecológico”, frisa Nilde.

IMG_8488 (Copy)Simone Mamede agradeceu ao prefeito pela realização do Avistar Campo Grande. “Ver a natureza faz bem para todos nós e ver os passarinhos move ainda mais nossas vidas. Este evento é para que todos possam observar mais as aves e contemplar a natureza”, comentou”, Simone.

Para o representante da organização Avistar Brasil, Guto Carvalho Campo Grande é um encanto com suas aves e arborização.

“Além das aves conheço grandes artistas da terra, Geraldo, Tetê e outros. Campo Grande é uma cidade linda onde a gente vê arara voando pelo centro da cidade. Daí podemos dizer que é uma Capital diferenciada e capaz de sediar um evento como este que contempla a natureza”, disse Guto.

Campo Grande começou com 9 pontos de observação e depois aumentou para 12. Hoje, após estudos com georreferenciamento, com apoio da Agência Municipal de Meio Ambiente e Planejamento Urbano (Planurb), foram catalogados 30 pontos de observação. A Rota Birdwatch usada pelos turistas.

Outro ponto importante para este turismo são os parques onde estão os pontos de observação. As unidades de conservação estaduais são os parques estaduais do Prosa e o Mata do Segredo

 

 

Rede Municipal de Sites e Serviços On-line de Campo Grande MS

http://www.campogrande.ms.gov.br/