Hino da Cidade

 História da Criação

Da mente patriota e compo-grandense do vereador Trajano Balduíno de Souza surgiu o Hino de Campo Grande, em 1918. A cidade o cantou pela primeira vez, numa comemoração da independência do Brasil, em 7 de setembro do mesmo ano.

A professora Henedina Hugo Rodrigues, contou com o habilidoso maestro Vitor Marques Diniz, na década de 80, que com combinações melodiosas, trouxe brilho ao hino e sua canção.

O Estado de Mato Grosso do Sul, tinha recentemente sido criado e a letra trazia Mato Grosso. O desenlace foi realizado pela atenção da Profª Henedina, buscando o apoio do Profº Hildebrando Campestrini, que adaptou os versos finais, sem comprometer a beleza original da obra.

O prefeito Juvêncio César Fonseca, 1996, sancionou a lei oficializando o Hino de Campo Grande, com a letra de Trajano Balduíno de Souza, a adaptação de versos de Hildebrando Campestrini e o arranjo do maestro Vitor Marques Diniz.


 Hino de Campo Grande  

Letra e música de Trajano Balduíno de Souza

7 de Setembro de 1918

Em 1996, por sanção de lei, foi alterada a última estrofe do hino oficial, adaptando-se a letra com a introdução do nome de Mato Grosso do Sul e a palavra “tríade” substituindo “trindade” do texto orginal.

 

I

Campo Grande que outrora um deserto,

Transformou-se em cidade primor,

É de jóias escrínio aberto,

É uma gema de fino labor!

 

II

(Estribilho)

A cidade onde todos vivermos,

Aprendemos fiéis defender!

Nosso afeto a ela sagremos

E felizes assim hemos ser.

Nosso afeto a ela sagremos

E felizes assim hemos ser.

 

III

Quanta luz, quanto gozo sem par!

Nos legou nosso amado país!

Oh! Que terra ditosa é meu lar!

Campo Grande é feliz, é feliz

 

IV

(Estribilho)

A cidade onde todos vivermos,

Aprendemos fiéis defender!

Nosso afeto a ela sagremos

E felizes assim hemos ser.

Nosso afeto a ela sagremos

E felizes assim hemos ser.

 

V

Mato Grosso do Sul, Campo Grande,

E Brasil, eis a tríade sagrada,

Em louvá-los minh’alma se expande

Morrerei pela Pátria adorada.

 

VI

(Estribilho)

A cidade onde todos vivermos,

Aprendemos fiéis defender!

Nosso afeto a ela sagremos

E felizes assim hemos ser.

Nosso afeto a ela sagremos

E felizes assim hemos ser.

Rede Municipal de Sites e Serviços On-line de Campo Grande MS

http://www.campogrande.ms.gov.br/