Escolas da Reme são premiadas em projeto de conscientização sobre o trânsito

Campo Grande, 13/12/2017 às 13:42

O prefeito Marquinhos Trad participou, nesta quarta-feira (13), da entrega de prêmios às 34 escolas da Rede Municipal de Ensino que participaram do projeto Escola Segura, parceria entre a Semed (Secretaria Municipal de Educação) e a Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito) e que teve como foco a realização de atividades pedagógicas nas unidades escolares que aderiram ao projeto.

A solenidade de entrega dos prêmios também contou com a presença da secretária municipal de Educação, Elza Fernandes Ortelhado, do diretor-presidente da Agetran, Janine de Lima Bruno e do secretário-adjunto de Educação do Estado, Josimário Teotônio Derbli da Silva, que assistiram a apresentação de alunos da escola “Professor Vanderlei Rosa de Oliveira”, que realizaram uma paródia da música “Você partiu meu coração”, da cantora Anitta e que ganhou uma letra voltada para a importância de respeitar o semáforo.

O projeto também contou com a participação de escolas da rede estadual e privada de ensino. Ao todo, 46 unidades, além dos professores coordenadores, foram premiadas no auditório do Centro de Formação da Semed. Além disso, elas também receberam um selo municipal de segurança no trânsito, que indica a preocupação da equipe escolar e dos alunos com um trânsito seguro.

As atividades desenvolvidas ao longo de 2017 tiveram como objetivo, mostrar aos alunos, a importância de agir e contribuir para uma sociedade mais consciente quanrto às questões do trânsito.

Segundo a chefe da Divisão de Educação para o Trânsito da Agetran, Ivanise Rotta, apesar das diversas campanhas de conscientização, as estatísticas ainda revelam números preocupantes, por isso os projetos pedagógicos têm sido utilizados como uma das principais ferramentas para mostrar às crianças e jovens, a necessidade de se tornar um cidadão e, no futuro, um motorista consciente.

Ela e explica que as escolas que aderiram ao projeto desenvolveram dez ações em suas unidades. Cinco foram levadas pelas equipes da Agetran, como abordagens educativas, Clube do Setinha, teatro e vídeo-palestras. Com base nestas ações, os professores realizaram um estudo do meio em que a escola está inserida, levando os alunos para observar o comportamento dos pedestres e motoristas que trafegam próximos à escola para produzir gráficos com os dados coletados. Também foram feitos vídeos, elaboração de frases e redações.

A partir deste portfólio de ações, as unidades foram avaliadas e receberam os selos nas categorias ouro, prata e bronze. “A classificação não mede o grau de importância das atividades, apenas define o quanto a escola realizou dentro das ações propostas”, explicou Ivanise. De acordo com a avaliação, as escolas receberam tabletes, bicicletas ou pen drives.

Orientações

O prefeito Marquinhos Trad ressaltou a importância de incentivar campanhas e projetos que promovam a conscientização da sociedade quanto ao trânsito seguro e fez um aleta sobre a forma como alguns motoristas utilizam o veículo. “O que era para ser útil, proporcionar prazer à família, tem se transformado, em algumas ocasiões, em uma arma, deixando consequências em todos os envolvidos em um acidente. Por isso é preciso conscientizar a criança desde cedo porque elas é que serão responsáveis por atitudes que mudem o comportamento da sociedade. Vocês devem receber estes prêmios como um incentivo a continuar levando este alerta para suas famílias e amigos porque muitas vezes sãos os filhos que ensinam os pais”, afirmou.

A secretária de Educação, Elza Fernandes enfatizou a continuação da parceria com a a Agetran em 2018. “Este trabalho com as crianças é que vai minimizar, no futuro, a violência no trânsito. Vamos fortalecer esta parceria para que mais alunos e famílias sejam sensibilizados”, ressaltou.
A diretora da escola “Doutor Tertuliano Meirelles”, Ana Rita Lopes Dourado concorda com a necessidade de envolver os familiares no projeto. “Além de promover a socialização entre alunos e comunidade externa, as atividades que desenvolvemos incluíram os pais, que assistiram a apresentações de teatro e puderam discutir o tema com os filhos em casa”, pontuou.

De acordo com o diretor-presidente da Agetran, Janine Bruno, o projeto atendeu este ano, 26 mil pessoas e mais de 120 unidades escolares receberam ações da Agetran. “Parabenizo os diretores que aderiram a iniciativa. A conscientização é uma luta diária e nossa meta em 2018 é premiar 60 escolas”, revelou.

Fonte/Autor: Midiamax