Mirim Transforma

logo_mirimtransforma

MIRIM TRANSFORMA

Contextualização

Estudos realizados pela empresa americana DELL (maior empresa de distribuição de computadores dos Estados Unidos) apontam que em toda a Terra, cerca 50 milhões de toneladas de lixo eletrônico são gerados todos os anos, e esse número vem aumentando todos os anos desde 1995, ano em que se iniciou a pesquisa.

Essa informação demonstra que a reciclagem de aparelhos eletrônicos não vem acompanhando a demanda da produção deste tipo de lixo. A situação é alarmante tendo em vista que apenas 10% dos computadores de todo o planeta são destinados corretamente para reaproveitamento de seus componentes. Por isso, pensamos em um projeto para contribuir na solução deste problema.

O Projeto

Tendo em vista que os descartes indevidos de resíduos eletrônicos acarretam em danos ao meio ambiente, bem como geram prejuízos ao ciclo produtivo do setor de eletrônicos, O projeto Mirim Transforma foi idealizado pela Agência Municipal de Tecnologia da Informação e Inovação (AGETEC) com o objetivo de construir uma solução cooperativa para reaproveitamento e destinação correta dos descartes eletrônicos (equipamentos de informática e eletroeletrônico), fomentar uma consciência ambiental nas novas gerações e abrir oportunidades de mercado nesse setor em Campo Grande.

Atualmente, uma das iniciativas para a solução desse problema é realizada pelo Instituto Mirim, o qual está recolhendo cerca de 1 Tonelada/mês de resíduos eletrônicos, realizando o reaproveitamento, reuso parcial e destinação correta dos inservíveis.

Porém, através do projeto Mirim Transforma, será possível unificar outras iniciativas já existentes na cidade, as quais estão atuando de forma isolada, seja por cidadãos ou empresas, para uma consolidação de iniciativas que culminarão em soluções para essas demandas sociais e ambientais, trazendo outras instituições, entidades privadas, universidades e a sociedade para uma gestão mais participativa.

Primeiros passos

Além da coleta de resíduos eletrônicos que é realizada pelo Instituto Mirim, serão implementadas oficinas complementares de reaproveitamento de resíduos eletrônicos junto aos quase 1.000 adolescentes atendidos anualmente nos programas de qualificação profissional do instituto. Com isso, a entidade poderá ampliar o reuso interno de equipamentos e atender a demanda social da comunidade que se encontra em situação de vulnerabilidade econômica e/ou social.

Tríade dos Benefícios

Social

•Capacitação de jovens em situação de vulnerabilidade social para o mercado de trabalho;
•Desenvolvimento social através da educação de adolescentes e jovens entre 14 e 16 anos;
•Destinação de produtos reaproveitados para projetos sociais do município.

Ambiental

•Destinação correta de resíduos eletrônicos;
•Não acúmulo dos resíduos eletrônicos em locais inapropriados;
•Redução de acidentes ecológicos e contaminações dos materiais tóxicos;

Econômico

•Fomentar o setor de reutilização de resíduos eletrônicos;
•Destinação de produtos reaproveitáveis para projetos sociais de economia criativa;
•Mão-de-obra capacitada para o mercado de trabalho;

Onde será o projeto

Instituto Mirim de Campo Grande.

Rede Municipal de Sites e Serviços On-line de Campo Grande MS

http://www.campogrande.ms.gov.br/